Agrícola

04/05/2019 07:07 Sonoticias

Mato Grosso tem aumento de 5% nas exportações e países comunistas são destinos preferidos

Mesmo após as rusgas e guerra de palavras do governo Jair Bolsonaro contra os chineses, a China continua sendo o principal parceiro comercial de Mato Grosso, respondendo por 34% das vendas externas realizadas no estado no primeiro trimestre do ano, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O valor de venda aumentou em 5% em relação ao mesmo período do ano passado e já soma U$ 1,3 bilhão, o que representa um ganho de U$ 65 milhões na mesma comparação.

Os demais parceiros comerciais de Mato Grosso não chegam a 5% de participação individual no bolo. A Espanha reduziu as compras em 10% na comparação trimestral, mas é o segundo destino dos produtos mato-grossenses com 4,9%. O Vietnã deu um salto de 70% no volume de compras e aparece com 4,7% da participação empatado com a Holanda, que reduziu as compras. O top 5 dos parceiros termina com o Irã, que reduziu as compras em 44%.

Ao todo, Mato Grosso já exportou U$ 3,8 bilhões e mostra um avanço de 5,8% em relação ao primeiro trimestre de 2018. Apesar de a balança comercial ser favorável a Mato Grosso, o superávit diminuiu levemente para U$ 3,41 bilhões. No mesmo período do ano passado o salto era de U$ 3,43 bilhões. A diferença se dá pelo aumento na importação, que cresceu 104% no período, saltando de U$ 228 milhões para U$ 467.

A soja, em todas as formas, é responsável por mais de 60% das vendas, seguidas do milho (19%), algodão (8,2%) e da carne (6,8%). A venda do ouro teve uma variação positiva de 77% e chegou a U$ 50 milhões e alcançou participação de 1,3% no bolo comercial.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo