Estado

29/04/2019 06:49 Diário de Cuiabá

Mato Grosso tem o 3º diesel mais caro do Brasil

O preço médio do litro do óleo diesel, em Mato Grosso, foi o terceiro mais caro do país, em março, conforme dados do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Entre janeiro, fevereiro e março, o preço de bomba do combustível registrou elevações mensais no Estado, fechando o primeiro trimestre cotado, em média, a R$ 3.959. O valor é superado apenas pelo observado por dois estados do Norte do país: R$ 4.489 no Amapá e R$ 4.400 no Acre. 

A ascensão de preços médios contabilizadas pelo IPTL mostra que em janeiro o litro estava em R$ 3.840, indo para R$ 3.880 em fevereiro até beirar os quatro reais, com média de R4 3.959. Entre janeiro e março a variação positiva foi de 3,09%. 

Além do terceiro lugar entre os mais caros valores de bomba para o diesel, o litro mato-grossense supera em 6,59% a média nacional do período, em R$ 3.714, bem como a média do Centro-Oeste – a segunda mais cara do Brasil – em R$ 3.789. 

Quando se avalia o comportamento do mercado varejista do diesel S-10, o valor médio de bomba extrapola os quatro reais e mantém Mato Grosso com o terceiro maior preço de bomba do país, R$ 4,059, 7,21% acima da média brasileiro em março, de R$ 3.786 por litro. Novamente os estados do Norte, Amapá e o Acre, lideram o ranking com médias de R$ 4.621 e R$ 4.459, respectivamente, por litro. 

No Brasil, o indicador revela também que o preço do diesel aumentou pelo terceiro mês consecutivo. O levantamento de março mostra que o combustível ficou 1,9% mais caro nos postos de todo o País, vendido à média de R$ 3.714, ante os R$ 3.646 do mês anterior. A região Norte concentra o litro mais caro (R$ 3.903) e a diferença chega a 12% quando o preço é comparado à média dos postos da região Sul (R$ 3.473). 

“O IPTL de março revela uma variação no custo médio do diesel em todo o Brasil, puxada, principalmente, pela alta nos preços de todos os tipos de combustível. Mesmo diante das iniciativas de manutenção no repasse dos preços às refinarias, os valores nas bombas não apresentaram baixa em nenhum Estado”, comenta o diretor-geral de Frotas e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb). 

As regiões Sul e Sudeste seguem com os menores preços, médias de R$ 3.473 e R$ 3.601, respectivamente. O Paraná se destaca com o menor valor do litro, vendido a R$ 3.300, mesmo com o aumento de 2,8%, no comparativo com fevereiro. 

Além da variação por Estado, o IPTL também apresenta o preço médio do diesel em diferentes trechos das principais rodovias brasileiras. Na Fernão Dias, o veículo que sai de São Paulo e é abastecido no trecho de Minas Gerais encontra um valor 4,8% mais caro. Já na Rodovia Presidente Dutra, de São Paulo ao Rio de Janeiro, o motorista encontra um aumento de 4,9% no preço do diesel. 

DIESEL S-10 - Assim como o tipo de combustível comum, o diesel S-10 apresentou variações no preço médio em março. A região Sul, mesmo com o aumento de 2,3%, segue com o menor valor da média nacional (R$ 3.547). Já o Sudeste registrou a maior variação para o combustível, alta de 2,5%, com o litro vendido a R$ 3.658, ante os R$ 3.569 de fevereiro. Nas regiões Norte e Nordeste a alta foi de 1,8% e 2%, respectivamente. 

Na análise do primeiro trimestre, o preço médio do diesel comum (R$ 3.666) ultrapassou o patamar de 2018, com alta de 4,4%. Já o S-10 apresentou variação de 3,5%, com média de R$ 3.735, ante os R$ 3.610 dos primeiros meses do ano passado. 

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que traz grande índice de acerto, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com média de oito transações por segundo.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo