Com plantio do milho atrasado instituto aponta leve redução na safra em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Lucas Torres de Sorriso

O plantio da segunda safra de milho está atrasado também em Sorriso em decorrência do atraso no plantio da soja e, consequentemente, na colheita devido a grande quantidade de chuva dos últimos dias. O município tem, em média, 450 mil hectares de lavoura, sendo que 50% estão semeados.  

“O milho está extremamente atrasado. O agricultor deixou um pouco de lado com a preocupação de tirar a soja. Temos 50% do milho plantado onde já deveria ter se findado ou terminando essa semana no máximo”, disse o presidente do Sindicato Rural, Silvano Filipetto. 

Segundo o último boletim do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária,  a 5ª estimativa para a safra 20/21 de milho prevê que as áreas de milho apresentaram leve redução em relação à estimativa anterior, justificada pela conjuntura atual de atraso no processo de colheita da soja, que consequentemente, diminui a disponibilidade de área para semeadura do cereal e também estreita a janela ideal de cultivo do milho. 

Com isso, o instituto reduziu as projeções de aumento de área em 0,08% em relação ao último acompanhamento, totalizando 5,68 milhões de hectares. Por fim, devido a semeadura ainda não ter encerrado, o IMEA manterá a estimativa de produtividade em 106,29 saca/hectare, o que resulta em uma produção estimada de 36,26 milhões de toneladas para Mato Grosso. 

Fonte: Só Notícias/David Murba/Lucas Torres de Sorriso (foto: Só Notícias/arquivo)