Atleta juarense fala como evitou a depressão e iniciou o atletismo com várias conquistas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
rede social dela

A designação comum aos exercícios físicos, individuais ou entre equipes, sempre de caráter competitivo, inspirados em três atividades lúdicas do homem são identificados com, correr, saltar e lançar objetos, fator definido como ‘atletismo’.

O objetivo básico do atletismo é correr mais rápido, saltar mais e arremessar mais longe que seus adversários, bem como a marcha atlética, e a maratona a mais longa e conhecida do público.

Depois temos os lançamentos de dardo, de disco, e de martelo e o arremesso de peso.

Essa prática poder ser usada profissionalmente ou também como forma de lazer, alivio do stress diário e bem estar do corpo, como emagrecimento e entre outros.

A atleta juarense, Miriam da Silva Rodrigues de Oliveira vencedora de várias competições disse há uns 02 anos atrás, ela teve início de depressão, porque lidava com um momento difícil, a perda do ex-marido, mais que através de um incentivo de seu irmão Oseias Rodrigues que já praticava o atletismo, ela entrou na onda e deixou o stress de lado.

“Eu estou apenas dois anos nessa competição, e juro que no início foi um pouco difícil, mas logo fui me adaptando, e com apenas 18 dias de treino eu participei da primeira competição, onde conquistei o primeiro lugar em minha categoria com um tempo de 31 minutos em 06 km”.

Hoje, muito otimista e determinada no que faz, Miriam da Silva disse que consegue aconselhar o seu trabalho com as horas de treinos, que não são poucas, e ainda tira um tempo para cuidar da casa e de seu visual.

Os treinos são diários, e não pararam nem mesmo durante a pandemia do Coronavirus, e todo o tempo de treino é cronometrado. Nada de passo a passo, o negócio é treino pesado e com muita determinação já focado nas próximas competições.

 

Fonte: Radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤ por go7.site