Aberto de Atletismo pode garantir mais vagas para o Brasil em Tóquio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Agencia Brasil

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) promove nesta quarta-feira (23) o II Aberto Internacional Rumo a Tóquio, uma das últimas oportunidades para atletas que buscam a vaga olímpica por ranking de pontos da World Athletics, a federação internacional da modalidade. O fechamento do ranking ocorrerá no próximo dia 29, mesma data-limite para a obtenção dos índices. Até o momento, a delegação brasileira tem asseguradas 30 vagas. A competição reunirá 162 atletas do país, além de representantes da Argentina, Colômbia, Peru e Uruguai. 23 provas a partir das 10 horas, no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo, em Bragança Paulista (SP).
A competição vale muito para nove brasileiros que ainda sonham em representar o país na Tóquio 2020. É o caso de Rodrigo Nascimento, que busca fazer os índices olímpicos nos 100 metros (10s05) e 200 m (20s24). Mariana Marcelino e Allan Wolski, também estão na luta para garantir as marcas mínimas no lançamento do martelo (72,5m no feminino e 77,5m no masculino). Já Rafael Henrique Pereira precisa alcançar o tempo de 13s32 nos 110 m com barreiras, enquanto Eliane Martins, do salto em distância, precisa chegar a 6,82m para carimbar o passaporte para Tóquio. Outro destaque é Altobeli Santos da Silva, na prova dos 3 mil metros com obstáculos. O atleta que esteve na Olimpíada Rio 2016 busca completar o percurso em, no mínimo, 8m22s00. Na prova do salto triplo feminino, Gabrielle Sousa Santos deseja saltar no mínimo 14,32m para conquistar diretamente a vaga em Tóquio. E Geisa Arcanjo, nona colocada na Rio 2016 no arremesso do peso, busca cravar a marca de 18,50m ou mais para assegurar presença nos Jogos. o.

A novidade desta competição, válida pela série D da World Athletics, será a participação de Tatiane Raquel da Silva, campeã brasileira e sul-americana dos 3 mil metros com obstáculos, que conquistou no último sábado (19) a medalha de bronze em Madri (Espanha), em evento série prata do World Athletics Continental Tour. A brasileira ficou perto do índice olímpico (9m30s00) ao completar o percurso em 9m43s09.
“Estou treinando e focada 100% no objetivo de participar da Olimpíada e os últimos resultados me deixam confiante de que posso sonhar com a qualificação”, disse a atleta de 31 anos, em depoimento ao site da CBAt.
Já classificado para a Olimpíada de Tóquio, Darlan Romani, recordista sul-americano do arremesso do peso, encara a disputa, em Bragança Paulista (SP), como uma preparação para os Jogos.

“É voltar a colocar a cabeça na competição. Fiquei algum tempo sem competir e agora preciso entra no ritmo para a Olimpíada”, disse Darlan, de 30 anos, quarto colocado no Mundial de Doha (2019), em depoimento ao site da CBAt.
“Estou melhorando a cada competição e isso é o mais importante”, completou.

Programação

10:00 – 400 m com barreiras – masculino
10:05 – Lançamento do martelo – feminino/masculino
10:10 – 400 m com barreiras – feminino
10:12 – Arremesso do peso – feminino/masculino
10:15 – Salto em altura – feminino
10:20 – 1.500 m masculino
10:25 – Salto em distância – feminino/masculino
10:30 – 100 m – feminino
10:40 – 100 m – masculino
11:00 – 110 m com barreiras – masculino
11:05 – Salto triplo – feminino/masculino
11:15 – 100 m com barreiras – feminino
11:25 – Lançamento do disco – feminino/masculino
11:30 – 3.000 m com obstáculos – masculino
11:35 – Salto em altura – masculino
11:45 – 3.000 m com obstáculos – feminino
12:00 – 200 m – masculino
12:10 – 200 m – feminino
12:25 – 800 m – masculino
12:30 – Lançamento do dardo – feminino
12:35 – 800 m – feminino
12:45 – 400 m – feminino
12:50 – 400 m – masculino

Fonte: Agencia Brasil

Com muito ❤ por go7.site