Aberto em Juara o Processo Seletivo para credenciamento de juízes leigos e conciliador do Fórum

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Está aberto o Processo Seletivo para credenciamento de juízes leigos e conciliador para a Comarca de Juara, que foi determinado pelo Juiz de Direito e Diretor do Foro da Comarca de Juara.

Dr. Juliano Hermont Hermes da Silva preside a Comissão de Apoio ao Processo Seletivo.

No uso de suas atribuições legais, ele tornou público aos candidatos inscritos para os candidatos dos processos seletivos para credenciamento de juízes leigos e conciliar que está autorizado a aplicação das provas.

A autorização foi feita pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso que por meio da Portaria-Conjunta 428/2020 e suas alterações, reforça que sejam seguidos todos os protocolos de higiene e sejam mantidos o percentual de limitação de pessoas nas salas no momento da aplicação das provas, visando assim evitar o contágio da Covid-19.

Ainda estão entre as exigências que para adentrar e permanecer no local de prova, os candidatos devem usar máscaras faciais, as quais não serão fornecidas pela organização do certame. A única coisa que estará disponível é o álcool em gel para que os candidatos façam uso.

As provas para o credenciamento de juízes leigos acontecerão na Escola Estadual Oscar Soares, localizada na Avenida José Alves Bezerra, 140-E, Centro de Juara, no dia 10 de outubro de 2021, das 08:00h às 13:00h. A avaliação para o credenciamento de conciliador acontecerá no mesmo local, porém no dia 24 no horário das 08:00h às 12:00h.

Os candidatos deverão comparecer no local indicado com pelo menos 30 (trinta) minutos de antecedência, a fim de evitar possíveis transtornos, tendo em vista que o portão de entrada da Escola será fechado pontualmente as 08:00h.

As demais informações consta no edital nº 10/2021 (AQUI) que trata de credenciamento de juízes leigos e o edital nº 11/2021 (AQUI) que fala sobre o credenciamento de conciliar.


Fonte: Acessenoticias/radiotucunare/assessoria do judiciário

Com muito ❤ por go7.site