Ainda refletindo as geadas no BR, arábica mantém valorização em NY nesta 4ª feira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta quarta-feira (21) mantendo as valorizações para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado ainda reage às geadas registradas no parque cafeeiro na madrugada de terça-feira (20). Especialistas e produtores afirmam quer o frio foi mais intenso do que era previsto, podendo trazer mais prejuízo para a safra 22.

Por volta das 09h10 (horário de Brasília), setembro/21 tinha alta de 265 pontos, negociado por 169,45 cents/lbp, dezembro/21 tinha alta de 265 pontos, cotado a 172,35 cents/lbp, março/22 registrava alta de 315 pontos, valendo 175,10 cents/lbp e maio/22 tinha alta de 315 pontos, valendo 176,20 cents/lbp.

“O mercado começa a refletir a situação atual do maior produtor de café do mundo. Lá fora eles tendem a achar que nós estamos exagerando, mas está se acumulando e é um problema atrás do outro no clima”, comenta Eduardo Carvalhaes. Afirma ainda que com as irregularidades climáticas registradas não só no Brasil, as incertezas continuam quanto ao regime de chuvas e temperaturas neste ano. Além disso, relembra mais uma vez que os estoques são apertados e a oferta deve ficar ainda mais restrita.

Já na Bolsa de Londres, o café tipo conilon opera com estabilidade. Setembro/21 tinha queda de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 1758, novembro/21 tinha alta de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 1764, janeiro/22 tinha queda de US$ 7 por tonelada, valendo US$ 1743 e março/22 tinha queda de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 1726.

Fonte: Notícias Agrícolas

Com muito ❤ por go7.site