Alunos criaram projeto de instalação de energia elétrica na Escola Municipal Francisco Sampaio em Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Para o exercício de uma democracia saudável se faz necessário a participação popular. A cidadania deve ser cultivada desde a juventude e uma das formas de exerce-las é por meio da participação em Grêmios Estudantis, que é a representação dos estudantes diante da direção da escola.

As atividades desenvolvidas são variadas podendo ir para a área da cultura, esporte, social e de cidadania. Além de desenvolver projetos em diversas áreas, os grupos colaboram também para a gestão das escolas, auxiliando diretores e coordenadores pedagógicos a aprimorar a gestão e o aprendizado em sala de aula.

O município de Juara, Mato Grosso, possuí um grande exemplo do funcionamento de um Grêmio Estudantil. No distrito de Paranorte, uma agremiação instalada na Escola Municipal Francisco Sampaio desenvolveu diversos projetos, entre eles o de em parceria com a comunidade local, levar a energia elétrica para a Escola.

Tiago de Souza Cardozo, presidente do referido Grêmio Estudantil, informou para a reportagem da rádio Tucunaré e site Acesse Notícias que a instituição surgiu com o intuito de dar voz aos jovens, com isso, o diálogo entre os profissionais da educação da Escola Municipal Sampaio e os pais dos alunos foi firmado.

A agremiação faz o levantamento das demandas e dificuldades dos alunos, em seguida elaboram um projeto, repassam aos professores que apresentam para a coordenação da escola municipal. Caso o projeto for aprovado, os alunos gremistas o executam.

Uma das formas de arrecadarem recursos financeiros para a realização das ações é por meio de leilões. Tiago de Souza disse que desde a fundação do Grêmio Estudantil em 2018 diversos reparos na escola foram feitos, sendo o maior deles a instalação da energia elétrica.

Segundo o presidente, antes os professores tinham dificuldades em utilizar o Datashow, uma vez que anteriormente era necessário utilizar a extensão de uma sala para outra por conta da constante falta de energia elétrica.

A professora Fátima que é coordenadora do Grêmio Estudantil informou que a agremiação surgiu com o objetivo de ajudar a comunidade escolar. Boa parte da escola estava sem energia elétrica há aproximadamente três anos e os alunos gremistas em parceria com as autoridades competentes, conseguiram com que fosse instalada a energia elétrica na escola.

Outro projeto desenvolvido pelo Grêmio Estudantil foi a criação de uma passarela ligando o portão de entrada até a área coberta da escola, construindo uma pequena cobertura entre o corredor e as salas de aulas e dos professores.

Conforme afirmou a professora Fátima, a realização desses projetos foi possível porque tiveram o apoio da comunidade local. Atualmente o Grêmio Estudantil tem em caixa R$ 1.168,09 para dar continuidade em seus trabalhos no decorrer do ano de 2021.

“Acredito que o grande legado deixado nesses último dois anos foi o projeto cidadania, onde o grêmio estudantil desenvolveu muito bem esse papel”, pontuou a coordenadora. Ela ainda sugeriu a criação de novos grêmios estudantis nas escolas em Juara.

Fonte: rádio Tucunaré e site Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️