Artistas regionais relatam como lidaram com pandemia e falam das novas expectativas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Desde os primeiros meses de 2020, o Brasil e o mundo vêm passando por um dos piores momentos já visto na história em questão de saúde no tanque ao surgimento do novo coronavirus (Covid-19) que ceifou milhares de vidas de pessoas de diferentes idades, além de restringir a presença de pessoas nas ruas, lojas, mercados, parques e outros locais públicos e privados devido ao cancelamento de todas as atividades e atos públicos por um longo período.

Entre tantas as áreas de atuações de trabalho, a classe dos artistas incluindo apresentadores e cantores estão entre uma das mais sofridas.

Impossibilitados de fazer shows e qualquer outro tipo de evento, a maioria dos artistas ficaram parados sobrevivendo da economia, e outros arriscaram na inovação de fazer lives.

No Vale do Arinos, como quase todos os cantores regionais tem um emprego principal e a música como segunda opção, praticamente quase todos conseguiram manter seus compromissos, como foi o caso do cantor e compositor regional, Claudeir Rocha de Novo Horizonte do Norte.

Ele disse que ficou muito apreensivo no início, e que as lives tanto para ele como para alguns colegas foi a opção do momento.

A chegada da vacina contra o vírus Covid-19 tem sido a esperança do caminho para o sucesso, onde começam a surgir os eventos em bares e lanchonetes, casamentos e inauguração de novos comércios entre outros.

“Apesar de parecer que alguns artistas se afastaram da profissão devido ao momento pandêmico, nossa região ainda tem bons artistas que tocam e cantam e estamos muito confiantes com o retorno gradativo das atividades” concluiu Claudeir Rocha.

A Cantora Mirela Fernanda que é registrada profissionalmente no CAD relata que o momento pandêmico foi um dos mais difíceis, sobre tudo porque surgiu  exatamente no início de sua carreira, ou seja, assim que ela estava no auge da publicação de suas musicas.

“Mesmo com todos os empecilhos diante desse momento, jamais pensei em desistir e segui firmemente com meus planos que já estavam escritos e eu não poderia deixar para trás, e durante esse período participei de lives como convidada e também elaborei as minhas, até porque acredito que é mediante esse trabalho que comunicamos com o público”, frisou Mirela Fernanda.

Mirela está muito otimista e acredita que muito em breve receberá vários convites para os novos eventos, e concluiu dizendo que é preciso manter as medidas preventivas contra o vírus Covid-19 em cumprimento aos decretos.

Joaquim Castilho que tinha agenda semanal lotada explica que passou por maus momentos, e chegou a atrasar seus compromissos, e para piorar a situação ainda amargou a triste realidade de ser contaminado com o vírus Covid-19.

O auxilio enviado pelo governo federal através da Lei Aldir Blanc também chamada de Emergência Cultural de apoio à cultura foi a que lhe ajudou nesse período. Recuperado da Covid-19, o cantor Joaquim Castilho frisa que aos poucos está retornando sua agenda de show e aposta na volta de seus compromissos musicas que eram realizados semanalmente em Juara  e região.

Fonte: Acessenoticias/radiotucunare

Com muito ❤ por go7.site