Beneficiário não precisa atualizar cadastro para receber auxílio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Atualização será liberada de 14 a 31 de maio seguindo mês de aniversário do usuário WILLIAN MOREIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa divulgou nesta quinta-feira (11) que disponibilizará uma atualização de dados cadastrais do seu aplicativo Caixa Tem, usado para pagamento de programas como Bolsa Família e Auxílio Emergencial, para aumentar a segurança dos clientes e tentar diminuir o número de fraudes envolvendo o aplicativo.

A atualização vai depender do próprio cliente informar os dados como RG, CPF e comprovante de endereço. Para fazer a atualização, o cliente deverá tirar uma selfie ao lado de documento com foto e fazer o upload dos documentos solicitados no próprio aplicativo.

Leia também: Auxílio emergencial: roubaram meu dinheiro no Caixa Tem. Que fazer?

O banco informa que o recebimento dos benefícios pagos por meio do aplicativo, como Bolsa Família e Auxílio Emergencial, não depende da atualização dos dados do programa. Ou seja, quem não quiser ou não conseguir fazer a atualização do programa, irá continuar a receber os benefícios como Bolsa Família da mesma maneira.

Fraude no auxílio emergencial pode ter causado rombo de até R$ 20 mi

Segundo fonte do banco, a atualização cadastral não pode ser uma exigência pois uma pessoa em situação de rua, por exemplo, pode não ter o documento de comprovação de endereço para anexar.

A atualização será feita totalmente pelo celular, de forma escalonada, segundo o mês de nascimento dos clientes. A forma escalonada foi feita para não congestionar o programa. Não será preciso ir até uma agência do banco. Basta acessar o aplicativo e seguir as orientações.

A partir do próximo domingo (14) devem efetivar a atualização os usuários nascidos em janeiro. No dia 16 de março, os nascidos em fevereiro e no dia 18, os nascidos em março. A atualização segue esta sequência até o dia 31 de março, com os nascidos em dezembro.

Confira o calendário:

Atualização dos dados será escalonada

Atualização dos dados será escalonada

REPRODUÇÃO/CAIXA

Como atualizar

Para efetivar a atualização, o usuário deve acessar a conversa “Atualize seu cadastro” no aplicativo e enviar a documentação solicitada: foto (selfie) e documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço). O envio é feito totalmente pelo celular, sem necessidade de ir até uma agência.

A atualização é uma tentativa de coibir fraudes com o programa, já que quadrilhas vinham utilizando o aplicativo para receber os benefícios como auxílio emergencial e saque emergencial do FGTS, que foram pagos no ano passado, no lugar dos verdadeiros beneficiados.

A Caixa não informa quantos clientes foram prejudicados pelas fraudes e diz que o caso está sob investigação da Polícia Federal. Em julho do ano passado, o Ministério da Cidadania enviou à Caixa 1.303.127 números de CPFs (Cadastro de Pessoas Físicas) para bloqueio da conta de auxílio emergencial e realização de uma verificação detalhada por conta de suspeitas de fraudes.

A Caixa informa que os clientes prejudicados por eventuais fraudes podem abrir contestação junto ao banco e caso comprovado que sofreram a fraude, serão ressarcidos.

___________________________________

Se ainda tiver mais dúvidas sobre Imposto de Renda, economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso, envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail [email protected]

Fonte: R7