Briga entre clube e seleção pune jogadores brasileiros, diz Klopp

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O técnico do Liverpool, Juergen Klopp, disse não ter certeza se seus jogadores brasileiros poderão jogar contra o Leeds United pelo Campeonato Inglês no domingo (12), depois de terem sido considerados inelegíveis porque o clube não os liberou para as partidas da seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desencadeou um “período de restrição automática” de cinco dias que impede os clubes de selecionar jogadores que não foram liberados para a seleção, pedindo à Fifa que faça cumprir suas regras.

O Liverpool se recusou a liberar os jogadores, pois eles teriam que ficar em quarentena por 10 dias em um hotel quando voltassem para a Inglaterra.

Klopp disse que precisariam de mais 10 dias para voltar ao normal caso entrassem em quarentena no hotel.

“É uma situação muito difícil e muito complicada para todos os clubes e jogadores… Não devemos esquecer que os jogadores queriam jogar esses jogos. Os clubes queriam deixar os jogadores irem, mas simplesmente não era possível”, falou Klopp aos repórteres nesta sexta (10).

“Parece que o verdadeiro castigo é para os jogadores, porque eles não podem jogar. Isso é o que eles fazem, é o que amam fazer. Isso realmente não está certo. O mundo ainda está em uma pandemia.”

“Os jogadores de futebol até agora têm isenções que não levaram a qualquer propagação nas cidades por causa de todas as coisas que fazemos durante a semana. É completamente diferente da sociedade lá fora. Fazemos testes três vezes por semana”, comentou.

O Brasil não conseguiu terminar o jogo contra a Argentina quando após agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária entraram em campo para interromper a partida após acusar quatro jogadores argentinos da liga inglesa de violar as regras de quarentena do país.

“Ninguém quer ver situações como essa. Cancelar o jogo, parar naquele momento”, afirmou Klopp ao site do Liverpool, acrescentando que os jogadores brasileiros poderiam ter disputados as partidas das Eliminatórias antes da temporada começar, caso não tivesse ocorrido uma segunda Copa América em dois anos.

“E agora, a próxima coisa, nós temos um jogo de futebol para jogar novamente e eles nos dizem que não podemos jogar com nossos jogadores brasileiros. É como, ‘Huh?’ Não fizemos nada”, reclamou.

Fonte: Agencia Brasil

Mais recentes

Juju Salimeni interagiu com os seguidores novamente na última quinta-feira, e através da caixinha de perguntas no Instagram, abriu o coração ao ter sido questionada sobre o fato de não querer ter filhos. Na ocasião, um internauta citou papo de maternidade, e a musa fitness justificou a decisão. “O povo adora julgar, mas não quer saber a visão de cada um. Não é uma decisão eterna, pode ser que mude algum dia. Nunca tive esse sonho. Não sinto vontade de ser responsável por outra vida”, iniciou ela, que recentemente terminou o namoro com o empresário Helisson Dias. “Tenho desejos e planos que não quero abrir mão e como mãe teria que fazê-lo. Ser mãe é um compromisso eterno que não me sinto apta a assumir. Não tem nada a ver com corpo, porque sei que sou capaz de voltar a forma totalmente. Simplesmente não tenho vontade e isso é normal”, concluiu Juju Salimeni.

Siga-nos

Com muito ❤ por go7.site