Cacique da etnia Kayabi de Juara reuniu com lideranças para implantação do projeto de agricultura nas aldeias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Visando em fomentar a economia nas aldeias indígenas de Juara, a etnia Kawabe, conhecida por povos Kayabi está finalizando um projeto para implantação da agricultura na aldeia.

O Cacique da etnia, Dionisio Marayup Kayabi explica que o projeto está bem adiantado, e que ele juntamente com os demais líderes estiveram na cidade de Juína, onde conversaram com Fundação Nacional do Indio (FUNAI) e representante do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e coordenador da FUNAI, Adegildo.

“Nós conversamos e apresentamos a eles a nossa intenção através do projeto, onde a finalidade é iniciar a lavoura de arroz e milho utilizando a mão de obras, os povos da própria aldeia (os índios)”.

Dionísio explica que as terras indígenas são de grande extensão e todas agricultáveis, e com isso vai fomentar a economia dos povos indígenas. Além disso será feita parceria com a secretaria municipal de agricultura de Juara com apoio da prefeitura.

O projeto, segundo o Cacique da etnia, Dionisio Marayup Kayabi vai beneficiar as etnias Apiaká e Mundurucu. A área total de extensão de terras propiciais para a prática de lavoura chega a 500 hectares aberto.

A próxima etapa é se reunir com o govenador de Mato Grosso para saber de forma e quais as parcerias que o Estado oferece para que as etnias indígenas possam colocar em pratica esse projeto.

O Cacique explica ainda que serão tomados todos os cuidados com relação a preservação do Meio Ambiente, e serão usados somente a parte aberta que atualmente é pastagem, porque é preciso trabalhar sim, porém, com responsabilidade.

Para esse ano de 2021 serão feitos somente a questão da preparação da terra, porque é um trabalho cauteloso. A previsão para início do plantio é a partir do ano que vem.

“Nossa intenção com esse projeto é valorizar nossos filhos e mostrar que o trabalho do índio também é digno, juntos construímos aquilo que queremos”, concluiu o Cacique da etnia, Dionisio Marayup Kayabi.

Fonte: Radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤ por go7.site