Casa Terapêutica “Caminhos da Esperança” de Juara funciona no sistema internato

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Fundada a mais de 10 anos no município de Juara, A Casa Terapêutica de Recuperação “Caminhos da Esperança” localizado no distrito de Catuaí, zona rural de Juara é uma ramificação da Associação de Assistência Social e Cultural que funciona no sistema de internato para recuperar pessoas vítima do alcoolismo e outros vícios.

O pastor Silvio Limeira Chavier da Igreja Assembleia de Deus do Belém explica que desde sua fundação, a entidade tem por finalidade recuperar sem fins lucrativos, as pessoas vítimas de vícios, como álcool e drogas, e que o sistema é feito na forma de internato, onde a pessoa a ser recuperada permanece por um período de 03 (três), podendo se estender por mais meses dependendo da gravidade do caso.

Durante esse período, eles passam por vários procedimentos que são, momentos de oração, trabalhos com horários reduzidos, como forma de ocupação para a reintegração social desses recuperandos.

São três etapas importantes na vida dessas pessoas que precisam da recuperação, que são etapas essenciais, e uma vez passando esse período, com todos os tratamentos, cumprindo as devidas regras, a pessoa estará apta a se reintegrar a sociedade.

A alimentação fornecida durante todo esse período é totalmente de graça com refeições diárias, sendo café da manhã, almoço, café da tarde e jantar.

“Como a entidade não tem fins lucrativos e não possui atualmente nenhum convenio com poder público, assim que a pessoa entra para recuperação é solicitado a ele um valor simbólico de R$ 300,00 pelos três meses como ajuda de custo, porém, caso ele e os familiares não tenha esse valor, não impede de proceder o tratamento”, explicou o pastor Silvio Limeira Chavier.

Neste ano de 2021, o pastor Joel Rabasco assumiu a direção executiva da entidade, e destacou os trabalhos que vem sendo realizados a partir deste ano, onde são feitos pela Igreja Assembleia de Deus, na recuperação de viciados em drogas licitas e ilícitas.

Rabasco tem buscado parceria para que possa manter a entidade com os gastos necessários para os internos durante o período de tratamento.

 

Fonte: radiotucunare/acessenoticias