Cerca de 08 pessoas morreram neste ano em consequência da AIDS em Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Um balanço realizado pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Juara com analises nos dados de pessoas que foram contaminados por HIV e consequentemente a AIDS que deixaram de fazer os tratamentos devidos no CTA, mostra que cerca de 08 pessoas contaminadas morreram em Juara somente neste ano de 2020.

O aumentou o número de óbitos dessas pessoas por AIDS em Juara neste ano são considerados alarmantes, conforme relata a enfermeira do CTA, Cristiane Ávila. Cristiane deixou claro que essas mortes ocorreram por negligência dos pacientes que foram orientados, mas optaram por não fazer o tratamento.

Entre os óbitos estão pessoas de todas as idades, inclusive pessoas jovens, o que é muito preocupante, porque as enfermeiras do CTA assim que constatou o vírus nessas pessoas fez busca ativa nas casas conversando e orientando essas pessoas sobre os riscos da doença, bem como explicando as formas de tratamento que é feito de forma gratuita pelo Estado através do CTA em Juara, e mesmo assim, os pacientes não levaram a sério.

A enfermeira explica ainda que o HIV (AIDS) em si não mata, porém, vai agravando a saúde da pessoa que não faz os tratamentos devidos, e com o passar do tempo, a imunidade vai ficando cada vez mais baixo o que ocasiona a morte por outras doenças como diabete, pneumonia, fortes gripes entre outras doenças, uma vez que o organismo da pessoa fica sem anticorpo.

As buscas ativas da equipe do CTA juntamente com a Vigilância de saúde continuam sendo feitas nas residências que tem pacientes com sintomas desse vírus com a finalidade de fazer com que elas entendam a importância do tratamento.

Ouça aqui a entrevista da enfermeira do CTA, Cristiane Ávila:

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️