China importa do Brasil 50% mais carne de frango que a Arábia Saudita

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A China tornou-se e mantém-se como peça-chave nas exportações brasileiras de carne de frango. Tanto que, no primeiro trimestre de 2020, absorveu mais de 60% do volume adicional exportado no período pelo País.

E uma vez que o segundo maior importador, a Arábia Saudita – líder das importações brasileiras durante décadas – continua reduzindo suas importações, a China isola-se cada vez mais na liderança: no ano passado, em idêntico período, o volume importado pelos chineses foi apenas 1% superior ao dos sauditas; neste ano a diferença está em 50%.

No tocante, especificamente, ao quadro dos 10 principais importadores, a maioria deles é a mesma do primeiro trimestre de 2019. Ou seja: apenas dois países passaram a integrar esse quadro em 2020: os Países Baixos – 8º lugar por ora, 11º há um ano; e Cingapura – 10ª posição no momento, 14ª há um ano. Ocupam espaço que pertencia à Coreia do Sul e ao Iraque, hoje na 11ª e 18ª posições, respectivamente.

É interessante notar que, em relação ao volume, houve ligeira diluição de participação dos “10 mais” em comparação ao mesmo período de 2019: absorviam 68,27% do total exportado e agora respondem por 66,58% do total. Já na receita ocorreu o inv

Fonte: Portal do agronegocio

Mais recentes

Juju Salimeni interagiu com os seguidores novamente na última quinta-feira, e através da caixinha de perguntas no Instagram, abriu o coração ao ter sido questionada sobre o fato de não querer ter filhos. Na ocasião, um internauta citou papo de maternidade, e a musa fitness justificou a decisão. “O povo adora julgar, mas não quer saber a visão de cada um. Não é uma decisão eterna, pode ser que mude algum dia. Nunca tive esse sonho. Não sinto vontade de ser responsável por outra vida”, iniciou ela, que recentemente terminou o namoro com o empresário Helisson Dias. “Tenho desejos e planos que não quero abrir mão e como mãe teria que fazê-lo. Ser mãe é um compromisso eterno que não me sinto apta a assumir. Não tem nada a ver com corpo, porque sei que sou capaz de voltar a forma totalmente. Simplesmente não tenho vontade e isso é normal”, concluiu Juju Salimeni.

Siga-nos

Com muito ❤ por go7.site