Cometa Leonard poderá ser visto a olho nu no Brasil nos próximos dias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Em breve, o cometa Leonard fará uma saudação única à Terra.

O astro, batizado por alguns meios como “cometa de Natal”, foi descoberto em janeiro deste ano, quando estava entre Marte e Júpiter, e cientistas da Nasa já traçaram a órbita que ele está seguindo em direção ao Sol.

Será em meados de dezembro, entre os dias 12 e 14, quando poderá ser melhor avistado, pois estará no seu ponto mais próximo da Terra.

 

Os cientistas, no entanto, não podem determinar uma data exata de quando ele atingirá o pico porque a poeira e o gás que ele emana são imprevisíveis.

 

“Embora os cometas sejam notoriamente difíceis de prever, o cometa Leonard se tornará visível a olho nu em dezembro, segundo algumas estimativas”, diz a Nasa.

Quando e de onde será visto?

Batizado de C/2021 A1, o cometa descoberto por Gregory J. Leonard (daí seu nome) foi inicialmente visto “como uma mancha tênue” no início de 2021, quando passou pela órbita de Marte.

As observações e análises subsequentes mostraram aos cientistas que se tratava de um cometa com um longo período de órbita, de cerca de 80 mil anos — portanto, seu aparecimento próximo à Terra é um espetáculo excepcional.

Em 12 de dezembro, Leonard estará em seu ponto mais próximo da trajetória da Terra, a quase 35 milhões de quilômetros de distância.

Por volta dessa data, antes do amanhecer, Leonard será visto a olho nu em quase qualquer lugar do mundo.

No caso da América, o hemisfério norte terá uma perspectiva melhor de sua passagem mais próxima do planeta. Em países da América do Norte e Central, assim como no Caribe, ela pode ser vista a leste do horizonte.

Na segunda quinzena de dezembro, ele inverterá sua posição de norte para sul, explica a Nasa, e assim pessoas no Brasil e em outros países da América do Sul poderão vê-lo perto da linha oeste do horizonte.

Onde houver céu claro será possível ver a cauda do cometa a olho nu. Mas binóculos podem tornar mais fácil localizá-lo e rastreá-lo.

A Nasa capturou uma imagem de Leonard há pouco mais de uma semana, quando ele já exibia uma nuvem de poeira e gás verde e a “cauda” de poeira característica que esses objetos espaciais têm.

“A imagem apresentada era composta por 62 fotos tiradas por um telescópio de tamanho moderado: um conjunto de exposições rastreia o cometa, enquanto outro grupo rastreia as estrelas de fundo”, explica a Nasa.

Fonte: Reporter MT

Com muito ❤ por go7.site