Conab revisa dados, cita excelente produtividade e projeta produção arroz ainda maior em MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou os dados da cultura de arroz e projetou uma produção ainda maior em Mato Grosso. No início do ano, quando o Estado ainda estava plantando o cereal, a autarquia federal havia estimado um aumento de 0,9% na produção, em relação à safra passada. Agora, com o início da colheita, a Companhia já projeta uma safra de 415 mil toneladas, um crescimento de 2,6% em relação à temporada anterior.

Entre o boletim divulgado no início do ano e o divulgado este mês, a Conab também diminuiu a previsão de área plantada, de 123 mil para 121 mil hectares. Caso a área seja mantida, representará um aumento de 2% em relação à safra 2019/2020. Para explicar o crescimento na produção, a Conab aponta uma melhora na produtividade.

“A cultura tem apresentado bom desenvolvimento, e o produto colhido apresenta ótima qualidade, apesar de a umidade do grão estar, para estas primeiras áreas, superior a 20%, um pouco acima do ideal. A expectativa é que excelente rendimento médio seja obtido para esta safra devido aos melhores pacotes tecnológicos empregados e também ao regime favorável de chuvas”, cita a autarquia, no relatório.

De acordo com a Conab, a produtividade média é projetada em 3.431 kg/ha, 0,6% a mais que na temporada passada. No início do ano, a Companhia havia projetado um rendimento 3,2% menor que na safra anterior.

Ao divulgar o boletim, a Conab apontou o início da colheita de arroz, “ainda que de forma incipiente, com apenas 1,1% da área dedicada à cultura já colhida”. Segundo a autarquia, a expectativa é que os trabalhos se concentrem principalmente em março, estendendo-se até abril e maio.

Fonte: Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/assessoria)