Conheça os benefícios do uso de enxertia em tomateiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Brasil está entre os dez maiores produtores de tomate no mundo, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Diversas variedades são cultivadas no Brasil durante todo o ano. Por isso, algumas técnicas são recomendadas para que os agricultores possam ter mais sanidade e produtividade no cultivo de tomate de mesa.

É nesse contexto que a técnica de enxertia é indicada. O seu objetivo é unir o tecido de duas plantas distintas pelo caule e explorar os traços favoráveis de cada uma.

A Nunhems®, marca de sementes de frutas e hortaliças da BASF, disponibiliza para a cadeia da tomaticultura o híbrido de porta-enxerto ENPOWER, tecnologia focada para o campo aberto.

Mais produtividade 

A tecnologia pode gerar até 30% de aumento de produtividade no cultivo do tomate e também maior porcentagem de frutos de melhor classificação, contribuindo para a rentabilidade do agricultor.

A solução possibilita o aumento da qualidade das plantas e dos frutos, colabora para o melhor aproveitamento da área de plantio, com incremento de longevidade da tomaticultura brasileira. Tudo isso aliado ao controle efetivo de doenças do solo como Fusarium 3, Verticillium e nematóides.

O agricultor Geraldo Gobbi se destaca por semear o cultivo de porta-exerto em área aberta na região serrana do Espírito Santo. “A utilização desta tecnologia na minha propriedade proporcionou uma área de tomate mais produtiva, com alto índice de vigor e durabilidade. Além disso, alcancei um aumento na rentabilidade dos meus negócios, já que não tive perdas nas últimas safras”.

A Nunhems®, referência no conceito de porta-enxerto em campo aberto, oferece um pacote tecnológico completo com assistência pré e pós-colheita, compreendendo desde as técnicas corretas de manejo até a continuidade da produção do agricultor.

O Celeiro Verde, viveiro especialista em mudas de hortaliças, investe no mercado de enxertia há nove anos. Por ser um trabalho artesanal, o viveirista acredita que além de gerar mais empregos, a tecnologia oferece mais benefícios para toda cadeia do tomate.

“A utilização do porta-enxerto faz com que possamos ajudar nossos clientes agricultores a levarem o melhor de seus campos para o consumidor final”, ressalta Antônio Ledo, proprietário do Celeiro Verde.

Os benefícios da utilização da enxertia no cultivo do tomate para o agricutor são: 

  • Maior produtividade e rentabilidade;
  • Plantas com maior resistência a doenças e ao clima;
  • Reuso de áreas já cultivadas;
  • Uso mais racional de recursos e insumos;
  • Frutos de melhor qualidade e brilho.

“Entendendo as necessidades do agricultor brasileiro, a Nunhems® iniciou um longo trabalho de pesquisa de porta-enxerto, que era tradicionalmente usado em estufa, para o campo aberto. Com este novo conceito, criamos um negócio pioneiro e vantajoso para toda cadeia da tomaticultura: empresa, viveristas, agricultores e consumidores finais. Esta tecnologia gera empregos, rentabilidade no campo e frutos de qualidade na mesa”, ressalta Guilherme Hungueria, gerente de tomate da Nunhems® para América do Sul.

Para saber mais informações sobre a marca de frutas e hortaliças da BASF, os agricultores podem acessar o site ou a nossa página do Instagram clicando aqui.

Fonte: BASF

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️