Corpo do homem que morreu ao ser alvejado por tiro em alojamento de uma fazenda em Juara será transladado para Rondônia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O corpo de Joás Cardoso da Silva de 32 anos de idade que foi morto com um tiro de espingarda na noite de segunda-feira, para terça-feira, 07 de dezembro será transladado para a cidade de cidade de Nova Mamoré estado de Rondônia.

Conforme já noticiado por nossa reportagem, a vítima passou a tarde de segunda-feira, dia 06 de dezembro bebendo junto com Amós de Arruda Marques, e no início da noite tiveram uma discussão, onde supostamente, Joás Cardoso teria ameaçado de morte o rival.

Segundo testemunhas, Amós de Arruda Marques teria ido dormir no seu quarto no alojamento, e minutos depois Joás teria ido até o local onde quebrou a porta do alojamento, e muito assustado, o acusado teria disparado um tiro contra ele acertando-lhe o peito.

A vítima foi socorrida de caminhonete, mas morreu a caminho do hospital.

O crime deverá ser investigado pela Polícia Judiciária Civil através de inquérito policial que ouvirá todas as testemunhas envolvidas no fato.

Ambos trabalhavam na Madereira Agrofloestil situado na Fazenda Randamere interior de Juara.

Fonte: Acessenoticias/radiotucunare

Com muito ❤ por go7.site