Datagro vê salto de 3% na área plantada de soja na safra 2020/21 do Brasil e produção recorde de 134,44 mi t

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A safra 2020/21 de soja do Brasil deve ter um salto de 3% na área plantada, ante 2019/20, para 38,68 milhões de hectares, e produção estimada em recorde de 134,44 milhões de toneladas, segundo estimativa da Consultoria DATAGRO, com a semeadura da oleaginosa em andamento no país. O avanço na área confirma a intenção de plantio de julho da DATAGRO e representa o 14º ano consecutivo de incremento, com maior intensidade em estados das regiões Norte e Nordeste.

Apesar das sinalizações positivas, o fenômeno climático La Niña será monitorado pelo mercado. “Agora não existem mais dúvidas que o modelo climático que estará vigente nesta nova safra será o La Nina. Inclusive com aumento de intensidade nas últimas semanas. Já tivemos irregularidade na chegada das chuvas na região Central, mas as chuvas agora estão se normalizando. Mas esse desempenho também tem sido problemático na região Sul e Sudeste, com atraso no plantio e alguma perda de potencial produtivo”, explica o coordenador de Grãos da DATAGRO, Flávio Roberto de França Junior.

Mesmo assim, com manutenção predominante do positivo nível tecnológico pelos produtores, a produção de soja na safra 2020/21 deve ter um salto de 5% sobre o recorde anterior de 2019/20 (127,45 milhões de t), e acima das 131,69 milhões de t da estimativa anterior.  A produtividade média deve ter um salto, para 3.476 kg/ha, ante 3.403 kg/ha em 2019/20, segundo estimativa da DATAGRO.

A safra 2020/21 de milho também deve ter avanço de área e produção no Brasil sobre a temporada anterior, com projeção de 4,43 milhões de ha na 1ª safra, cerca de 2% superior aos 4,34 milhões de ha da safra 2019/20, e 4,46 milhões de ha da última estimativa. A produção tem estimativa de 27,76 milhões de t (21,93 milhões de t no Centro-Sul), sendo cerca de 6% superior aos 26,15 milhões de t da revisada safra 2019/20, mas abaixo da projeção anterior de 28,39 milhões de t.

Na 2ª safra, a estimativa também é de um incremento de área, com 15,34 milhões de ha, 5% acima dos 14,65 milhões de ha em 2019/20 e da última estimativa de 14,82 milhões de ha. A produção tem potencial de 86,71 milhões de t (80,49 milhões de t na região Centro-Sul), 8% acima das 80 milhões de t da temporada anterior.

Considerando as duas safras do cereal no país, a área em 2020/21 a área é estimada em 19,77 milhões de ha, 4% acima dos 18,99 milhões de ha deste ano. A produção potencial é estimada em 114,48 milhões de t, 8% acima dos 106,15 milhões de t da revisada e recorde safra 2019/20.

Fonte: DATAGRO

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️