Em poucos dias polícia civil esclarece três homicídios em Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Apesar do pouco efetivo de policiais civis e da carência de alguns materiais, a polícia judiciária civil da cidade de Juína, no noroeste de Mato Grosso, teve um resultado extremamente positivo com a elucidação de três homicídios ocorridos neste ano no município.

Com os esforços empreendidos, os crimes foram devidamente esclarecidos, identificando autoria e motivação. Entre os homicídios desvendados está de Rodrigo Da Silva Guimarães que foi agredido a pauladas na quinta-feira da semana passada no módulo – 6, e que veio a óbito nesta terça-feira. Os agressores foram identificados e são adolescentes de 16 e 17 anos. O crime teve repercussão em todo estado e causou revolta e comoção social depois que vídeos do espancamento violento foram divulgados em aplicativos de mensagens.

Outro homicídio esclarecido teve como vítima, Jarles Ribeiro De Souza, que no dia 27 de janeiro numa propriedade rural nas proximidades da Gleba Rio Preto foi baleado após investir contra seu patrão com uma faca. Para defender o patrão, um dos seus funcionários efetuou um disparo no homem que morreu no local.

No bairro módulo – 6, no dia 06 de fevereiro, Léo Espirito Santo, foi assassinado com golpes de faca, onde os fatos foram esclarecidos e o autor identificado, porém está foragido.

A polícia judiciária civil está sempre empenhada em resolver crimes ocorridos no município, com resposta rápida e investigação de qualidade, atuando com afinco e dedicação, trazendo sensação de segurança para a população juinense.

Tais resultados são frutos de muita dedicação de todos os policiais civis e escrivães, sob a responsabilidade do delegado de polícia doutor Marco Bortolotto Remuzzi, titular da delegacia municipal.

Fonte: juinanews