Esmagadoras de soja em Mato Grosso pagam preço maior que para exportação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
CASCAVEL/PR - 16-02-2011 - Colheita e plantação de soja no interior de Cascavel. Foto Jonas Oliveira

O IMEA (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) divulgou os dados de comercialização de soja para do mês passado no Estado. Como os negócios da safra 2019/20 já vinham adiantados, principalmente direcionados à exportação, sobrou menos produto para as esmagadoras de Mato Grosso, que ofertaram preços ao agricultor no último mês com um “spread” maior em comparação ao “preço exportação”.

“Dessa forma, as vendas avançaram 3,13 pontos percentuais e alcançaram 95,78% da oleaginosa disponível. Já para a safra futura, os negócios evoluíram 5,47 pontos no mês e atingiram 46,99% da expectativa de produção da temporada 2020/21”, informa o instituto.

“Os principais motivos devem-se aos preços atrativos oferta dos, que ficaram acima de R$ 89/saca na média de junho. Vale ressaltar que o volume de negócios está muito avançado comparado ao dos últimos anos e a diferença em relação à média dos últimos cinco anos é de 27,16 pontos percentuais ou seja, os negócios estão duas vezes mais adiantados do que o “comum”, conclui o instituto, no boletim semanal da soja.

Fonte: Só Notícias

Com muito ❤ por go7.site