Estrutura física e efetivo da Politec de Juína são deficitários

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) que preside a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), na última quinta-feira (26), realizou levantamentos na Gerência Regional da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) de Juína (MT), pertencente à Coordenadoria de Tangará da Serra (MT), para verificar as principais necessidades da unidade. O parlamentar foi recepcionado pelo gerente regional e perito criminal, Eduardo Santos da Silva, e o perito criminal Mário Waechter.
Uma das reivindicações apontadas pelos servidores é a necessidade urgente de ampliação do efetivo, sendo que a instituição, atualmente, possui cinco peritos criminais, dois médicos legistas ativos e outros dois licenciados, dois técnicos em necropsia e dois papiloscopistas.
“Essa Politec não difere das demais unidades que já visitamos. Realmente, é um problema geral em Mato Grosso. Temos um concurso, em que aprovados aguardam as nomeações para os cargos de papiloscopista e técnico de necropsia. Precisamos realmente resolver essa situação que está crítica!”, preocupa Claudinei.
Estrutura
Com prédio próprio, a unidade necessita ser ampliada e reformada devido os espaços serem insuficientes para atender os profissionais. Segundo Eduardo, há uma área que tem como fazer a construção de um novo imóvel, sendo que os trabalhos do Instituto Médico Legal (IML) geram odores no ambiente e é preciso separá-los de outras atividades da instituição.
“Aqui tem uma dificuldade em compartilhar o mesmo prédio. Na mesma porta que estão entrando pessoas para fazerem identidades, entra arma, entra droga, entra preso para fazer o corpo de delito. É complicado. A gente tem espaço para construir”, explica o gerente regional.
Além de Juína, a instituição atende mais sete municípios do noroeste mato-grossense. De acordo com o Eduardo, uma das barreiras enfrentadas pelos profissionais é o deslocamento de uma cidade para outra, sendo que há municípios distantes que levam até três dias para fazer o devido atendimento.
As principais ocorrências atendidas pela instituição são ligadas a crimes contra a vida, patrimônio e ambientais, trânsito de armas, drogas, identificação de veículos, vestígios de sangue, engenharia legal, dentre outros.
Além de Claudinei, também integram a Comissão de Segurança Pública o vice-presidente Sílvio Fávero (PSL), os membros titulares Thiago Silva (MDB), Elizeu Nascimento (DC) e Ulysses Moraes (PSL).
Instituição – Os municípios atendidos pela gerência regional da unidade são Juína, Aripuanã, Colniza, Cotriguaçu, Juara, Juruena, Porto dos Gaúchos e Castanheira.

Fonte: Juina News com Assessoria

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️