Exame de necropsia confirma que homens assassinados em Juara tiveram morte instantânea

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O exame de necropsia confirmou que os dois homens assassinados durante a madrugada de domingo (7) tiveram morte instantânea. O crime aconteceu no pátio de uma lanchonete próximo a ponte sobre o Rio Arinos em Juara, na MT 325 (Rodovia do Vale) saída para Juína.

Conforme informou o médico legista Dr. José Carlos Braga Neto, cada vítima foi atingida com 1 tiro, ambas na região da nuca. O médico explicou que em uma das vítimas, o tiro atravessou a medula na base, o que ocasionou a morte instantânea e o projétil foi encontrado na base do crânio. A outra também foi atingida com o tiro na nuca, porém com o impacto, a bala atravessou o crânio e ficou alojada na região do olho esquerdo.

Pelo que ficou indicado, as vítimas foram executadas em pé. Segundo o médico legista, o fato de possuírem escoriações na testa indica que possivelmente isso foi ocasionado por uma queda e nisso, tiveram morte instantânea.

O crime

De acordo com informações, os dois homens estavam no pátio da lanchonete quando foram abordados por outras duas pessoas que chegaram no local em uma motocicleta de modelo e cor não informada, em seguida, efetuaram um disparo de fogo na nunca de cada vítima.

As duas vítimas eram ex-moradoras do município de Juína e estavam em Juara. Uma das vítimas foi identificada por Jean Pablo, vulgo Tolete que trabalhava na lanchonete há poucos dias e o outro ficou identificado por Renato de 25 anos, popular Nego Drama.

A motivação do crime ainda é incerta e a investigação está sendo feita pela polícia judiciária civil. O delegado responsável pelo caso é o Dr. Felipe, do município de Contriguaçú que está respondendo interinamente pelo município de Juara.

Fonte: rádio Tucunaré e site Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️