Exportação de carne suína cresce 44,7% em receita e 53,8 em volume em junho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O mês de junho fechou com resultados positivo para as exportações de carne suína, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (1) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal. O faturamento até o último dia útil de junho com as exportações de carne suína foram de US$ 187,8 milhões, cerca de 44,75% a mais do que a receita com a venda do produto em junho de 2019, que foi de US$ 129,7 milhões.

Em relação ao preço pago por tonelada, o recuo nos 21 dias úteis de junho está estimado em 5,88%, quando comparados os US$ 2.158 praticados atualmente contra os US$ 2.293 no mesmo mês do ano passado.

De acordo com o analista de mercado da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, a queda no preço pago por tonelada no mês de junho foi motivada pela melhora na produção americana, e por conta disso, a China conseguiu negociar preços melhores.

No caso do volume exportado, em junho deste ano foram 86.9 mil toneladas, quantia 53,80% maior que o volume embarcado no mesmo mês do ano passado, 56.5 mil toneladas.

“Eu acho que a gente tem um mês que foi quase recorde, sendo o segundo maior volume da história”, disse.

A média diária paga pela carne suína exportada no começo deste mês foi de US$ 8.9 milhões , quantia 30,97% superior ao valor de US$ 6,8 milhões, praticados no mesmo mês do ano passado.

A média por tonelada diária embarcada suína, 4.142,7 até a quinta semana do mês, é 39,16% maior do que as 2.977,0 registradas em junho de 2019.

Fonte: Portal do agronegocio

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️