Governo de MT já pactuou 92% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Das 2.068.746 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.678.945 (94%). Confira o ranking completo de aplicação das vacinas

O Governo de Mato Grosso recebeu, até a manhã desta terça-feira (20.07), 2.297.250 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 2.129.695 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, 92% do total recebido.

O Estado reteve 166.955 doses de vacina, que são destinadas para segunda aplicação e devem ser distribuídas próximas da vacinação.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (2.068.746), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (6.829) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

Das 2.068.746 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.678.945 (94%), sendo 1.227.701 como primeira dose, 379.267 como segunda dose e 71.977 aplicações como dose única. O percentual da semana passada era de 86%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Primavera do Leste (100%), Campo Novo do Pareci (100%), Salto do Céu (100%), Itiquira (100%), Novo Horizonte do Norte (100%), Tangará da Serra (100%), Alto Garças (100%), Santa Cruz do Xingu (99%), Araputanga (99%) e Lambari D’Oeste (99%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 499 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Fonte: Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)

Com muito ❤ por go7.site