Hipismo: Brasil terá mais oito cavaleiros em Tóquio, entre eles Pessoa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Agencia Brasil

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) divulgou nesta segunda-feira (5) as equipes de saltos e de concurso completo de equitação (CCE) – provas de salto, adestramento e cross-country – que representarão o país na Olimpíada de Tóquio (Japão). O destaque é a presença de Rodrigo Pessoa, ouro nos saltos nos Jogos de Atenas (Grécia), em 2004, que disputará o evento pela sétima vez, assim como a volante Formiga, da seleção feminina de futebol; o velejador Robert Scheidt e a ciclista Jaqueline Mourão (somando edições de verão e inverno, onde é esquiadora).

Presente de 1992 a 2012, Pessoa não participou dos Jogos do Rio de Janeiro em 2016 – ele foi convocado como reserva, mas abriu mão da vaga. Entre 2017 e 2019, o cavaleiro atuou como técnico da seleção de saltos da Irlanda e ajudou os europeus a se classificarem para Tóquio com o título da Copa das Nações, em 2019.

Na capital japonesa, Pessoa montará o cavalo Carlitos Way. A convocação do técnico suíço Philippe Guerdat – campeão olímpico na Rio 2016 comandando a França – para a equipe de saltos inclui os cavaleiros Marlon Zanotelli (VDL Edgar), Luiz Francisco Azevedo (Comic) e Yuri Mansur (QH Alfons Santo Antonio). Bernardo Alves e o cavalo El Torreo de Muze ficam de prontidão caso algum dos conjuntos não possa competir. O brasileiro mais bem colocado é Zanotelli, décimo no ranking da Federação Equestre Internacional (FEI).

A vaga da seleção de saltos foi confirmada com a medalha de ouro obtida nos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima (Peru). Do quarteto que competiu na capital peruana, apenas Zanotelli irá a Tóquio. O Brasil tenta subir ao pódio olímpico pela quarta vez. Pessoa esteve presente nas três ocasiões. Além do título em 2004, ele integrou as equipes medalhistas de bronze por equipes em 1996 e 2000.

Para o CCE, o técnico Ademir Oliveira convocou Carlos Parro (Goliath), Marcelo Tosi (Glenfy) e Rafael Losano (Fuiloda G), além de Márcio Appel (Iberon JMen) como reserva. Parro e Appel estiveram na Rio 2016. A vaga em Tóquio foi assegurada com a prata no Pan de Lima, conquistada justamente pelo trio que será titular na capital japonesa.

As disputas do CCE na Olimpíada começam em 30 de julho e seguem até 2 de agosto. No dia seguinte, têm início as de saltos, que vão até 7 de agosto.

No último dia 23, a CBH anunciou a convocação de João Victor Oliva para representar o Brasil nas disputas do hipismo adestramento, montando o cavalo Escorial Horsecampline. Ele viaja para Tóquio no próximo dia 14, após quarentena na cidade de Aachen (Alemanha).

Fonte: Agencia Brasil

Com muito ❤ por go7.site