Juara: Marta Dalpiaz vai atuar em toda demanda com ênfase nos direitos dos servidores públicos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A vereadora Marta Dalpiaz, primeira mulher reeleita em Juara com 518 votos, esteve na rádio tucunaré no dia 19 para uma entrevista ao vivo.

Enquanto vereadora durante os quatro anos Marta defendeu a participação da mulher na vida pública, pois ela acredita que a mulher precisa ter representatividade e que para fazer políticas públicas é preciso ter a presença da mulher na vida pública. Ela acredita que a realidade só mudará no país quando a mulher tiver maior participação.

Marta cursa Direito em Juara e sobre a diversidade de atividades de seus companheiros eleitos, entende que só melhora o debate, pois cada um contribui com seu conhecimento.

Em relação aos votos que recebeu, percebe que seus eleitores conhecem sua maneira de pensar e agir, que é firme e por isso mesmo, dentro da sua família, é conhecida por defender fervorosamente seus pontos de vista, pois defende o que acredita. “Eu não tenho perfil de político que vai conforme a maré, às vezes eu sofro alguns desgastes, uso a minha atuação dentro daquilo que eu acredito, sem o sentimento se eu vou desagradar determinado segmento”, disse.

Sobre posicionamentos, Marta diz que, pelo fato de ser professora recebe o rótulo de ser petista, mas que ela sempre defendeu a sua classe, pois não se esquece de onde veio e vai continuar defendendo a bandeira do servidor público e compreende, que quem sustenta o município é o servidor e ele precisa ser valorizado, afinal os cargos eletivos são passageiros.

Sobre o vereador não ter outra profissão, como muitos querem, ela como professora conseguiu conciliar atuação na rede particular e Pública e hoje também sendo professora e vereadora, sem causar prejuízos as funções então ela não defende, que Vereador deveria ter dedicação exclusiva a função legislativa deixando o seu trabalho profissional.

O vereador deve pontuar problemas do município e não ser “oposição por oposição” e não vê sentido nisso. A obrigação do vereador é levar as demandas para o prefeito respeitando sempre a vontade da população, destacou.

Marca considera que a sua campanha foi difícil, mas agradeceu todas as pessoas que acreditaram em seu trabalho e acreditaram que ela pudesse contribuir ainda mais e a sua gratidão será demonstrada com trabalho, disse.

Sobre a eleição da mesa diretora, Marta disse que é a favor do consenso, mas que também pode contribuir caso o seu nome seja aceito. Ela defende que o ponto principal é defender o município e a disputa do poder, ela é mais adequada, quando existe experiência.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️