Justiça eleitoral e forças de segurança definem estratégias para a segurança nas eleições em Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Uma reunião na noite de segunda-feira (09.11) realizada no plenário do Fórum da comarca de Juína, noroeste de Mato Grosso, definiu estratégias de atuação das forças de segurança pública nas eleições municipais de domingo. Participaram representantes da justiça eleitoral, do corpo de bombeiros, cartório da 35ª zona eleitoral, polícia militar e ministério público eleitoral.
O juiz eleitoral Fábio Petengil, falou com a imprensa, sobre as definições das forças de segurança, uma vez que a o tribunal eleitoral não possui uma equipe especializada para fiscalizar e garantir a seguridade, sendo necessário contar com a ajuda de forças de segurança, onde serão delimitados os pontos que deverão ser trabalhados com mais rigor e estratégias de funcionamento.
O meritíssimo juiz ressaltou ainda que o ano de 2020, é um ano diferente devido a pandemia da Covid-19, onde a justiça eleitoral tem tomado todos os cuidados e conta com a colaboração dos eleitores, e pontuou sobre as denúncias recebidas sobre campanhas eleitorais em locais de circulação pública, onde é proibido por lei, as informações repassadas em forma de denúncias ao ministério público eleitoral que de imediato repassou a justiça eleitoral, uma filmagem feita por populares mostrou pessoas fazendo campanha irregular na feira municipal no último domingo.
O juiz explicou que é proibido fazer campanhas em locais de circulação pública, onde o partido, candidato, ou coligação sofrerão as sanções da lei, e lembrou que no dia da eleição a fiscalização estará ainda mais atenta para se evitar a boca de urna.
Para votação, o eleitor poderá levar o número de seus candidatos anotados, porém, não será permitido a distribuição de “colinhas”, havendo provocações, haverá uma reação da justiça eleitoral.
O capitão Adailton, comandante da 14ª CIBM, ressaltou que o corpo de bombeiros estará atuando nos nove municípios da região noroeste, e contará com o apoio de 26 militares da corporação, 02 caminhões e 03 camionetes para atender a população no próximo domingo.
Coronel Bastos, comandante do CR VIII também participou da reunião e garantiu que a polícia militar irá contribuir antes, durante e depois do pleito eleitoral, garantindo a segurança e a ordem dos 115 locais de votação de toda região noroeste do estado, que contará com um efetivo de 80 policiais, sendo 26 somente na cidade de Juína.
Marcelo Linhares, promotor eleitoral, ressaltou a importância da união das forças de segurança a fim de garantir a ordem durante o pleito eleitoral, sendo necessário a colaboração dos eleitores em todos os momentos, onde ao perceber alguma infração cometida poderão estar denunciando através de um aplicativo “pardal”, ou diretamente ao cartório eleitoral e até mesmo na promotoria pública.
Linhares pontuou que o voto além de ser obrigatório, também é o momento em que o cidadão decide o futuro da cidade e da qualidade de vida que os mesmos esperam para o futuro, sendo necessário analisar e refletir muito antes de votar, e ressaltou que os candidatos devem se manter no caminho correto da lei, onde as falhas e deslizes podem acarretar consequências maiores no futuro.
Domingo, dia 15, os mais de 31. 878 eleitores irão escolher para os próximos quatro anos prefeito e vice, além dos 13 vereadores e um senador da república na eleição suplementar.

Fonte: juinanews

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️