Justiça nega novo pedido para ampliar horário de funcionamento de mercados em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Só Notícias/Gazeta Digital (foto: assessoria)

A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos negou novo pedido de ampliação do horário de funcionamento de comércios proposto pela Associação de Supermercados de Mato Grosso. Com a decisão, segue válido o cronograma de início e encerramento das atividades determinado em decreto estadual.

Na decisão, divulgada na última sexta-feira, a desembargadora apontou que o novo pedido feito pela associação perdeu o mérito diante da atualização do horário de funcionamento determinada pelo Estado. Inicialmente, o horário de funcionamento definido pelo decreto estadual era das 05h às 19h de segunda a sexta-feira, e das 5h às 12h aos sábados e domingos. Contudo, a nova decisão estendeu a programação de sábado até as 19h.

Para sustentar sua decisão, a desembargadora apontou a “crítica situação” pela qual Mato Grosso passa diante da pandemia da covid-19, a qual a ocupação de leitos está acima dos 90%. “Importante destacar que, a referida restrição tem curto prazo de vigência, bem como que restou autorizado o serviço de delivery até as 23h00m, inclusive, aos domingos, visando diminuir a circulação geral de pessoas nos demais horários e evitar, por ora, esse possível colapso, devendo, assim, ser mantida, porque fundamentada em dados concretos da realidade do nosso Estado”, apontou.

Conforme Só Notícias já informou, o governador Mauro Mendes atendeu, na sexta-feira (5), pedidos de entidades ligadas ao comércio, de Sinop e de dezenas de municípios, e concordou que, aos sábados, os supermercados, mercearias e demais que vendem gêneros alimentícios possam funcionar até às 19h. Mas não é permitida a venda de bebida alcoólica para consumo no local.

Os restaurantes (inclusive os que estão em shoppings) que poderiam atender até o meio-dia agora podem funcionar até às 14 horas, aos sábados e domingos, devendo manter os protocolos de saúde e normas sanitárias, com distanciamento de mesas, uso de álcool gel e máscaras.