Mauro descarta aulas online por aumento de covid: “Educação é prioridade”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O governador Mauro Mendes (DEM) descartou a possibilidade de ter aulas em sistema híbrido na rede educacional do Estado, devido ao aumento de casos de covid recentemente. Na noite de terça-feira (18), o chefe do Executivo asseverou à imprensa que a volta às aulas está mantida em sistema 100% presencial, no dia 7 de fevereiro e não vai cobrar vacinação obrigatória dos alunos.

“Aulas serão presenciais sim. Temos condições, a sala de aula é ambiente seguro e temos que parar com isso de achar que educação é prioridade só na conversa. (…) Temos todas as condições de criar ambiente seguro e garantir isso na prática. Essa é a prioridade que sempre falamos. A educação não pode ser o primeiro que para e o último que volta como aconteceu no Brasil”, destacou.

Questionado sobre pais que têm manifestado preferência pelas aulas em sistema híbrido, por receio de contágio nas escolas, Mauro argumentou que a decisão é tomada pela vontade da maioria e observou que, mesmo com a pandemia, as famílias têm mantido rotinas normais de trabalho e considerou que seria um erro voltar ao sistema híbrido de ensino.

“Vocês estão trabalhando normalmente, as empresas estão trabalhando normalmente e a educação não pode? Isso é fazer errado, é falar que a educação tem que  ter prioridade e na prática não prioriza”, defendeu.

Fonte: Reporter MT

Com muito ❤ por go7.site