Médico do Hosp. São Lucas de Juara defende: vacina contra COVID aliada as medidas sanitárias e o tratamento precoce dos contaminados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O médico clínico do Hospital e Maternidade São Lucas Ricardo Leandro, concedeu entrevista à rádio Tucunaré e falou sobre o momento atual da pandemia em Juara, que continua fazendo vítimas e por outro lado, está acontecendo a vacinação.

Além da vacinação é necessário que as pessoas mantenham as medidas preventivas como o distanciamento social, evitando os contatos íntimos, como os abraços e apertos de mão. Todas as medidas de higiene, como o uso constante de álcool gel e o uso de máscaras diminuem muito o risco de contaminação, explicou.

Depois que começou a vacinação o médico observou que houve uma diminuição nos casos de internação hospitalar por  coronavirus em pacientes vacinados, porém vários vacinados contraíram a doença, mas não são casos preocupantes e não precisaram de ventilação mecânica até o momento, ressaltou.

O médico disse que a vacinação de fato está tendo um bom efeito e o grupo de risco, que são pessoas com comorbidades, estão contribuindo para melhorar essa situação pandêmica.

A primeira Cepa do coronavirus que veio em 2020,  era muito grave e a Cepa desse ano conhecida como P1, Manaus, muito mais grave do que a anterior atingindo inclusive pacientes jovens e os obesos. Agora existe também as Cepa indiana, que fez um grande estrago na Índia, mas ainda não sabemos como ela vai agir no Brasil, não a mesma intensidade. Sobre os efeitos da vacina nessas cepas ainda é um fato desconhecido, mas o que se espera é que também imunizem, disse.

Dr Ricardo Leandro apoia a medida do tratamento precoce, embora saiba que nem todos os médicos adotem essa conduta, mas em seu entendimento, como existe uma doença que mata com inflamação pulmonar, causando insuficiência respiratória, o médico começa acompanhar o paciente e a monitorar essa inflamação do pulmão o quanto antes, “é a melhor medida”, disse.

Fonte: Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Com muito ❤ por go7.site