Médico legista de Juara periciou corpo de vítima morta a facadas em quitinete de fazenda sentido a Paranorte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O corpo de um homem identificado a princípio como sendo Valdir de Campos, 60 anos de idade foi periciado pelo médico legista, Dr. José Carlos Braga Neto.

Informações dão conta de que o homem foi morto com perfuração de arma branca entre os dias 05 ou 06 de maio, em uma quitinete da fazenda Água Santa Linha da Porteira Branca sentido ao distrito de Paranorte, a 130 km da zona urbana de Juara, mas o corpo só foi encontrado no dia 07 de maio, sábado, por volta das 10:00h da manhã.

A Polícia Militar de Paranorte foi comunicada e esteve no local para verificar o fato, e em seguida acionou a Judiciária Civil de Juara que fez o acompanhamento da liberação do corpo juntamente com os agentes funerais de Juara.

Como não possui nenhuma documentação, e a informação era de que se tratava de Valdir de Campos, 60 anos de idade, o médico legista, Dr. José Carlos Braga Neto fez a perícia no corpo que já estava em avançado estado de decomposição.

Uma equipe da Politec de Juína tirou as impressões digitais e revelar se era mesmo Valdir de Campos.

O suposto assassino teria ainda levado uma motocicleta da fazenda e outros pertences da vítima durante a fugo após cometer o crime.

O corpo foi libertado para sepultamento às 18:30h deste sábado, dia 07 de maio, pela Funerária Cristo Rei, no Cemitério Municipal Parque da Saudade em Juara.

O autor do latrocínio ainda se encontra foragido, e não foi identificado, mas a Polícia Civil já está investigando o caso.

 

 

Fonte: acessenoticias/radio Tucunare

Com muito ❤ por go7.site

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.