Milho começa o mês de fevereiro estendendo ganhos do cereal nas bolsas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A segunda-feira (01) começa com novas altas para os preços futuros do milho na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,15% e 1,63% por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento março/21 era cotado à R$ 87,92 com elevação de 1,30%, o maio/21 valia R$ 84,71 com ganho de 1,15%, o julho/21 era negociado por R$ 77,10 com estabilidade e o setembro/21 tinha valor de R$ 76,23 com valorização de 1,63%.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também segue altista para os preços internacionais co milho futuro nesta segunda-feira. As principais cotações registravam movimentações positvas entre 3,00 e 7,25 pontos por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento março/21 era cotado à US$ 5,54 com valorização de 7,25 pontos, o maio/21 valia US$ 5,54 com ganho de 7,00 pontos, o julho/21 era negociado por US$ 5,42 com alta de 5,50 pontos e o setembro/21 tinha valor de US$ 4,73 com elevação de 3,00 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros de milho subiram no comércio da madrugada devido aos sinais contínuos de forte demanda.

Na última sexta-feira, os exportadores venderam 2,11 milhões de toneladas de milho para a China para entrega na campanha de comercialização de 2020-2021, disse o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

“O USDA emitiu relatórios de vendas de milho dos EUA quatro vezes na semana passada, indicando forte demanda de compradores estrangeiros. As exportações de milho no ano-safra que termina em 31 de agosto estão estimadas em 2,55 bilhões de bushels, ante 1,78 bilhão um ano antes”, aponta o analista Tony Dreibus.

Fonte: Notícias Agrícolas

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️