Milho em Mato Grosso sobe 1,3% e mercado futuro também tem valorização

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Só Notícias/Agronotícias (foto: Só Notícias/arquivo)

O indicador IMEA-MT, do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, registrou elevação de 1,35%, no fechamento da semana, em relação à anterior, após alta do dólar e menor disponibilidade do grão no Estado. Assim, o preço médio do milho disponível ficou em R$ 69,13/saca (na anterior estava em R$ 68,21)

Na bolsa CME o contrato futuro (julho) apresentou elevação de 0,43% em relação à semana passada e ficou cotado a um preço médio de US$ 5,30/bushel. As cotações do milho na B3 registraram alta de 3,01% no comparativo semanal, após firme demanda pelo cereal e ofertas restritas. Assim, o preço médio ficou em R$ 91,40/saca.

O instituto ainda constatou que a contínua alta nos preços do estado fez com que a base Mato Grosso-CME se elevasse 7,89% e finalizasse a média semanal com diferença de R$ 5,42/saca entre as praças de Mato Grosso e Chicago (EUA).

Fonte: Só Notícias/Agronotícias (foto: Só Notícias/arquivo)