Moradores de Aripuanã aumentam a renda com produção de derivados de milho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Senar tem oito cadeias de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG). A última delas, lançada no ano passado, está trabalhando a agroindústria artesanal e já mudou a vida do primeiro produtor de queijos assistido do estado que conseguiu o Selo Arte. Agora ele pode vender os produtos feitos na fabrica, construída na fazenda, no mercado formal fora do estado. No vídeo abaixo um pouco da história do Matheus Lima.

“Aprendi a fazer pamonha, curau, bolo, arroz doce, pudim, sorvete e croquetes, todas receitas feitas com milho”. Conta com satisfação a professora aposentada, Carmem Muller Peixer, que participou do treinamento de produção caseira de derivados do milho, ofertado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural de Aripuanã.

O treinamento de 40 horas tem como objetivo ensinar os participantes a produzir alimentos de derivados do milho com qualidade, por meio de boas práticas de manipulação e aproveitamento de alimentos. “Agora com o conhecimento sobre o processamento do milho pretendo enriquecer a alimentação da minha família, principalmente dos meus netos”.

Segundo o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Aécio Ferreira de Portugal, além das receitas, o conteúdo programático do treinamento compreende técnicas importantes para a produção. “Eles têm contato com conteúdo como noções de higiene e limpeza, formas de aproveitamento e conservação do milho, componentes nutricionais e aparência, custo e sabor”.

Portugal lembra ainda que as receitas podem se tornar uma alternativa de renda extra. “Os participantes aprendem diferentes técnicas de armazenamento e de utilização de embalagens apropriadas seguindo as normas de higiene, o que facilita na comercialização dos produtos”.

A autônoma, Elisabete Greco, conta com satisfação a sua experiência com o treinamento. “Achei bem completo. Aprendi muitas receitas novas e como trabalhar a matéria prima de forma criativa. O treinamento é uma grande oportunidade de renda extra que só acrescentará nas variedades no ramo alimentício”.

Alimentação e Nutrição – Atualmente, o Senar-MT tem disponível em seu portfólio seis treinamentos voltados a área de processamento de alimentos, sendo eles Cantina Rural, planejamento e aproveitamento de alimentos, processamento de produtos derivados da soja, produção caseira de derivados do milho, produção artesanal de conservas de frutas, produção caseira de conservas vegetais e hortaliças.

Fonte: CNA - CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL