Palmeiras e Fluminense duelam no Brasileiro com promessa de equilíbrio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Líder absoluto do Campeonato Brasileiro, classificado para as quartas de final da Libertadores da América, oito vitórias consecutivas. Depois das críticas e desconfiança, o Palmeiras do técnico Abel Ferreira agora deixa os torcedores eufóricos. Neste sábado (24), o Verdão encara o Fluminense, às 19h (horário de Brasília(, no Allianz Parque, pela 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Para quem não acompanha futebol diariamente, o confronto pode parecer “barbada”. São 11 pontos de diferença, e o adversário vem de derrota em casa contra o Grêmio, penúltimo colocado. Entretanto, o panorama não é bem este. Assim como o Palmeiras, o Fluminense disputa a Libertadores e tem uma grande vantagem sobre o Cerro Porteño nas oitavas de final. O tricolor venceu a partida de ida, no Paraguai, por 2 a 0.

Vale lembrar que o confronto de volta seria nesta semana, mas a partida foi adiada devido ao falecimento do filho do técnico do Cerro Porteño. A mudança deu ao Flu uma semana inteira de treinamento e mais tempo de preparação para os próximos desafios. Além do Palmeiras, a equipe de Roger Machado vai encarar uma maratona de jogos contra o Criciúma, pela Copa do Brasil, e o próprio Cerro Porteño, pela Libertadores. Para o zagueiro Manoel, o momento é de pensar apenas no duelo com o líder do Brasileirão.

“Tem que pensar jogo a jogo. Infelizmente, não aconteceu o jogo contra o Cerro, mas agora é com o Palmeiras, uma equipe muito difícil, é a melhor do Campeonato Brasileiro hoje, e a gente sabe que vai ser um jogo difícil lá, fora de casa, mas nós temos que entrar pensando somente no Palmeiras. Todo mundo fica ‘ah, Libertadores’, mas a gente tem que pensar aqui, fazer o nosso papel, ganhar a partida contra o Palmeiras, depois pensar no Criciúma para dar mais confiança ainda para enfrentar o Cerro no jogo de volta da Libertadores”, disse em entrevista coletiva.

O Fluminense vai a São Paulo para vencer, mas sabendo das dificuldades. O que faz ser tão complicado derrotar o líder do Campeonato Brasileiro? O zagueiro Manoel responde.

“Jogadores de muita qualidade, é uma equipe que já vem jogando um bom tempo junta, tem característica de toque de bola, muito rápida, chega na linha de fundo e cruza muito na área, tem o Deyverson, que está muito bem. É uma equipe difícil de se jogar, em um campo que eles estão acostumados, sintético, rápido. Mas trabalhamos bastante nessa semana as características do Palmeiras e estamos preparados para enfrentar todas as dificuldades lá e vencer a partida”.

Fonte: Agência Brasil

Mais recentes

Juju Salimeni interagiu com os seguidores novamente na última quinta-feira, e através da caixinha de perguntas no Instagram, abriu o coração ao ter sido questionada sobre o fato de não querer ter filhos. Na ocasião, um internauta citou papo de maternidade, e a musa fitness justificou a decisão. “O povo adora julgar, mas não quer saber a visão de cada um. Não é uma decisão eterna, pode ser que mude algum dia. Nunca tive esse sonho. Não sinto vontade de ser responsável por outra vida”, iniciou ela, que recentemente terminou o namoro com o empresário Helisson Dias. “Tenho desejos e planos que não quero abrir mão e como mãe teria que fazê-lo. Ser mãe é um compromisso eterno que não me sinto apta a assumir. Não tem nada a ver com corpo, porque sei que sou capaz de voltar a forma totalmente. Simplesmente não tenho vontade e isso é normal”, concluiu Juju Salimeni.

Siga-nos

Com muito ❤ por go7.site