Parceria entre prefeito e Ministério da Agricultura possibilitará cedência de funcionários a JSB em Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Reunião realizada na manhã desta sexta feira, dia 17 de julho no gabinete do prefeito, Carlos Sirena serviu para intermediar uma parceria que poderá ser formada entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, prefeitura de Juara e Empresa JBS, caso o projeto de lei de readequação seja aprovado pela Câmara de vereadores na Sessão Ordinária da Próxima segunda-feira, dia 20 de julho.

A reunião contou com a presença do prefeito, Carlos Sirena, Edina Benevides, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Juara (SISMUJ), advogada Amanda Colete, vereadores Helio Castão, Salvador Pizzolio, Eraldo Markito, Marta Dalpiaz, João Rissoth e Flavio Valério e do gerente administrativo do JBS,  João Renato Barros Gomes.

O objetivo foi formalizar uma parceria através de um termo de cooperação técnica entre a prefeitura e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que iniciou ainda no ano de 2016 e ficou paralisada por um período por falta de ajuste.

Para que a empresa JBS possa conseguir várias outras habilitações dentro da empresa para exportação dos produtos é necessário que haja fiscalização da matéria prima por parte do órgão governamental, e isso por lei tem que ser feito através de funcionários concursados ou aprovados em teste seletivos pela prefeitura.

A JBS necessita da cedência de pelo menos 15 funcionários via concurso público teste seletivo para assumir essas funções na empresa, porque são eles que vão fiscalizar a matéria prima que será exportada.

João Renato Barros Gomes, gerente administrativo do JBS destacou a importância dessa parceria constituída que vai movimentar o setor econômico e manter a região mais fortalecida.

Ouça a entrevista de João Renato Barros Gomes:

A presidente do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Juara (SISMUJ), Edina Benevides explicou que já conseguiu cerca de 10 funcionários que se disponibilizaram a trabalhar na JBS, e que devido a Lei nº 173 de maio de 2020, onde o presidente da República, Jair Mesias Bolsonaro congelou o salário, esses funcionários não poderão ter gratificação, mas esses funcionários terão seus salários normais e receberão salubridade e horas extras trabalhadas.

Ouça na íntegra a entrevista de Edina Benevides, presidente do SISMUJ:

Por sua vez, o prefeito, Carlos Amadeu Sirena destacou que o termo que vinha se arrastando desde 2016 sem conclusão, agora teve sua finalização de deverá ser concretizada após a aprovação pela Câmara de vereadores, onde o projeto de lei para readequação já foi encaminhado.

O chefe do Executivo ressaltou que a prefeitura tem uma grande preocupação de viabilizar essa parceria, uma vez que a empresa JBS é uma grande empreendedora e geradora de empregos para a região, e muito fortalece o setor econômico do município.

“A prefeitura, Câmara de vereadores e sindicatos, são somatórias de forças não só para a JBS, mas para que outras empresas venham a se instalar em Juara e fortalecer a economia”, completou o prefeito.

Ouça na íntegra a entrevista do prefeito, Carlos Amadeu Sirena:

 

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️