Parte do plantio de algodão na segunda safra em Mato Grosso ficou fora da janela ideal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A postergação da semeadura do algodão em Mato Grosso na safra 2020/21 fez com que muitas áreas de segunda safra ficassem fora da janela ideal de cultivo. A preocupação nestas áreas vem aumentando com o passar dos dias, devido às previsões de chuvas menores este mês, quando em que muitos talhões ainda precisarão de boas precipitações para se desenvolverem”, informa o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA).

“Assim, segundo estimativa do TempoCampo, o acumulado de chuva nos próximos 30 dias não ultrapassará 50 milímetros no Estado, volume insuficiente para repor o déficit hídrico. Além disso, a umidade no solo poderá chegar a 20% apenas da capacidade em algumas regiões de Mato Grosso nas próximas duas semanas, no entanto, nas regiões Sudeste, Médio-Norte e Centro-Sul esse índice não chegará a 11% do armazenamento, limitando o desenvolvimento nessas regiões. Contudo, apesar de as precipitações apontarem poucos volumes para o mês de maio, as lavouras até aqui apresentam condições dentro do esperado em Mato Grosso”.

Semana passada, acompanhando a retração da moeda americana, o preço da pluma disponível no Estado desvalorizou 1,60%, ficando a uma média de R$ 155,65/@.

Fonte: Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)

Com muito ❤ por go7.site