Pedro e Thiago Maia garantem vitória do Flamengo sobre Cuiabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Agencia Brasil

No primeiro duelo entre Cuiabá e Flamengo na história, nesta quinta-feira (1º), o Rubro-Negro superou o Dourado por 2 a 0 na Arena Pantanal, na capital mato-grossense, no encerramento da oitava rodada.

Os visitantes ganharam quatro posições e subiram para o sexto lugar, com 12 pontos e dois jogos a menos. São três pontos atrás do Fortaleza, último time do G4. Os anfitriões, que também foram a campo seis vezes até agora, seguem com quatro pontos e sofreram a segunda derrota. Os cuiabanos ocupam o 18º lugar, na zona de rebaixamento.

O primeiro gol dos atuais bicampeões nacionais saiu dos pés de Pedro. O atacante é centro de uma disputa entre o Flamengo e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que deseja contar com ele na Olimpíada de Tóquio (Japão). O clube não pretende liberá-lo, por não se tratar do período oficial destinado para jogos entre seleções, a chamada data Fifa. O Rubro-Negro acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD), que, na quarta-feira (30), concedeu liminar liberando a escalação do atleta, que não poderia atuar enquanto não fosse desconvocado da equipe olímpica.

O segundo gol foi marcado pelo volante Thiago Maia. A partida na Arena Pantanal foi apenas a segunda dele após sete meses se recuperando de uma lesão gravíssima no joelho esquerdo. O jogador herdou a camisa 8 rubro-negra após a saída de Gerson e é cotado para assumir o lugar deixado pelo volante, negociado com o Olympique de Marseille (França).

A pressão flamenguista inicial não demorou a surtir efeito. Aos nove minutos, o meia João Gomes fez o giro na área e rolou para Pedro concluir para as redes. Aos 26, o segundo gol teria saído dos pés de Bruno Henrique se o goleiro Walter não tivesse feito uma grande defesa na finalização do atacante, quase na pequena área. O Rubro-Negro diminuiu o ritmo, mas manteve a partida sob controle diante de um rival que mostrava dificuldades para criar e ir além do meio-campo.

O cenário mudou no segundo tempo. Cuiabá voltou melhor do intervalo e passou a ocupar o campo do Flamengo por mais tempo. Os anfitriões tiveram grande chance para empatar aos dois minutos, mas Danilo Gomes, frente a frente com o goleiro Gabriel Batista, após passe milimétrico do também atacante Clayson, bateu ao lado. Aos seis, o Flamengo respondeu com chute do atacante Vitinho da entrada da área, que Walter defendeu. Pedro ficou com o rebote, mas parou no goleiro cuiabano.

Aos 19, o Dourado balançou as redes com o volante Camilo, de fora da área, na sobra de uma bola afastada pelo zagueiro William Arão. A arbitragem, porém, marcou impedimento do zagueiro Marllon na origem do lance. Os donos da casa seguiram empurrando os cariocas para o campo de defesa, mas com dificuldades para finalizar. Apesar da fraca atuação na etapa final, o Flamengo conteve a pressão e liquidou a fatura no fim. Aos 46, o atacante Rodrigo Muniz avançou pela direita e deixou o volante Thiago Maia livre na área para fazer o segundo gol rubro-negro.

O próximo compromisso de ambas as equipes é neste domingo (4). O Flamengo tem o clássico diante do Fluminense na Neo Química Arena, em São Paulo, às 16h (horário de Brasília). Mais tarde, às 18h15, o Cuiabá recebe o Atlético-MG na Arena Pantanal. Os duelos valem pela nona rodada do Brasileiro.

Atlético-MG

Mais cedo nesta quinta, também pela oitava rodada, o Atlético-MG desencantou no Campeonato Brasileiro. O Galo derrotou o Atlético-GO por 4 a 1 no Mineirão, em Belo Horizonte, encerrando uma sequência de duas derrotas consecutivas. Os mineiros saltaram para quinto lugar, com 13 pontos, a dois do Fortaleza. Os goianos sofreram a segunda derrota seguida e caíram para nono, com dez pontos e um jogo a menos.

O Atlético-MG teve a volta do meia Nacho Fernández e do atacante Marrony, recuperados de infecção pelo novo coronavírus (covid-19), e do atacante Jefferson Savarino (que defendeu a Venezuela na Copa América) para encarar o clube goiano. A equipe, porém, segue desfalcada por conta da competição continental de seleções e por lesões. A baixa mais recente foi o atacante Keno, que sentiu a região anterior da coxa esquerda.

O retorno do trio fez bem ao Galo, que foi amplamente dominante no primeiro tempo. O destaque, porém, foi Matías Zaracho. O meia balançou as redes duas vezes, aos 26 (em chute cruzado, dentro da área) e aos 36 minutos (em batida de fora da área, após pivô de Marrony). Aos 41 minutos, Savarino serviu Nacho, que marcou o terceiro dos mineiros. Antes do intervalo, o volante Marlon Freitas aproveitou o corte ruim do zagueiro Rever e descontou para os goianos.

Os anfitriões seguiram melhores no segundo tempo, com o atacante Hulk forçando o goleiro Fernando Miguel a trabalhar três vezes e quase marcando um golaço por cobertura. O Atlético-GO teve duas boas chances para descontar no jogo aéreo, em cabeçadas dos atacantes Lucão e Pablo Dyego, ambas (bem) defendidas pelo goleiro Everson. No fim, aos 43, Hulk lançou Nacho, que chutou de primeira e definiu o marcador.

Assim como o xará mineiro, o Atlético-GO joga fora de casa na próxima rodada. No domingo, às 20h30, o Dragão visita o Grêmio na Arena tricolor, em Porto Alegre.

Fonte: Agencia Brasil

Com muito ❤ por go7.site