Perícia constata que Donizete Ferradura sofreu três disparos a queima roupa.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O médico perito de Juara Dr José Carlos Braga Neto concedeu entrevista à rádio Tucunaré, para falar sobre o exame de perícia no corpo do pecuarista Donizete ferradura morto a tiros no último dia 23 numa estrada rural.

Leia : Pecuarista “Donizete Ferradura” foi morto com disparos de arma de fogo em Juara

De acordo com o médico, foram encontrados três penetrações por tiro de arma de fogo: uma na axila esquerda e saiu na região axilar posterior ou seja, o projétil atravessou o corpo, mas esse tiro não teve uma consequência maior.

Outro projétil entrou na lateral do olho direito, de frente para trás ou seja, ela penetrou e foi de cima para baixo e encaixou nos ossos da face, passou por baixo do cérebro.

O terceiro projetil perfurou a região parietal ou seja, a região esquerda da cabeça, de cima para baixo de frente para trás. O projetil perfurou e foi encaixar no cerebelo. Esse projétil se partiu em duas partículas.

Algumas lesões e escoriações foram detectadas e sinais de contusão do rosto, que pode ter sido pelo impacto que deixou roxo e ofendeu a pele da mão esquerda isso mostra que houve uma tentativa de defesa, com queimadura de pólvora, parte do dedo mínimo da mão esquerda onde cortou parte da pele e queimou de pólvora ou seja, sinal de tentativa de defesa. “Isso comprova que ele tentou se defender e estava próximo do atirador, mas não foi bem sucedido”, disse.

Pela perícia, os tiros aconteceram de frente para trás e de cima para baixo. O Atirador estava numa posição acima dele, em torno de 20 graus, estimou o perito.

Na opinião pessoal do médico os projéteis são de calibre fino, mas somente o exame de balística poderá responder a esta questão.

Ouça entrevista exclusiva com Doutor José Carlos

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️