Polícia Civil prende homem que matou mulher em razão de serviço de R$ 40,00 em Colniza

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Dando uma resposta a sociedade, a Polícia Judiciária Civil cumpriu um mandado de prisão expedido pela vara única da comarca de Colniza em desfavor de um homem, de 44 anos, acusado de praticar um homicídio no dia 25 de janeiro deste ano que vitimou, Izangela Batista Pereira, de 32 anos.

O preso, Valdeni Henrique De Oliveira foi localizado na zona rural do município em direção ao distrito de Nova União. Ao ser abordado, o foragido foi informado da ordem judicial que acatou não reagindo a prisão.

O mandado de prisão foi representado pelo delegado de polícia doutor Marco Bortolotto Remuzzi que na época respondia interinamente pela delegacia de Colniza sendo deferido pelo judiciário e cumprindo na tarde de hoje. Valdeni também é acusado de matar Rosiclei Aparecida De Lima, no ano 2000. Segundo informações apuradas pelo Juína News, o suspeito na época se apresentou à polícia e respondia o crime em liberdade deixando familiares da vítima revoltados pela impunidade.

Em relação ao crime deste ano as investigações apontaram que a vítima Izangela estava num bar bebendo cerveja quando Valdeni chegou numa motocicleta e próximo das 12h30, iniciou uma discussão com a vítima por causa de R$ 40 reais que pagou a ela para limpar sua casa e lavar sua roupa. Segundo a polícia, a vítima havia dito que estava bebendo e iria no outro dia, o suspeito montou na moto para ir embora e xingou a todos, sacou um revólver e atirou em Izangela, atingindo a orelha, a parede do bar e o proprietário do bar nas costas, porém sem gravidade. No entanto, a vítima ao virar as costas para Valdeni, este enfurecido desceu da moto e sem dó e piedade encostou a arma nas costas e atirou. Ainda segundo as investigações a vítima levantou as mãos para o alto pedido misericórdia, mas mesmo assim, o suspeito continuou atirando na mulher que veio a cair no chão. O acusado montou na moto e antes de sair fez ameaças dizendo que mais gente iria morrer e fugiu.

Muito ferida a vítima foi socorrida por vizinhos do bar e encaminhada para o hospital da cidade, mas ela não resistiu e veio a óbito. Hoje, ao ser preso, Valdeni permaneceu em silêncio e foi encaminhado para a cadeia pública.

O delegado de polícia que atualmente é titular da delegacia de Juína enalteceu o empenho dos policiais civis de Colniza que assim que receberam o mandado de prisão saíram imediatamente em diligencias e obtiveram êxito em prender o suspeito.

Fonte: juinanews

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️