Preço do algodão em Mato Grosso sobe 2,5% e colheita chega a 77% da safra

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Apesar do recuo do dólar, o preço do algodão constatado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) aumentou 2,58% quando comparado à  semana passada, cotado em média de R$  174,57/@. Com a maior oferta no mercado, o  preço da torta de algodão registrou queda de  4,81% ante a semana passada, cotado a R$  1.705,74/tonelada.

O levantamento aponta ainda que, impactado pela queda no preço do petróleo, o poliéster registrou baixa  de 2,71%, no comparativo semanal,  precificado a ¢US$ 34,68/lp.

O clima quente na última semana permitiu que os  trabalhos a campo se estendessem até o período  noturno nas lavouras em Mato Grosso. Assim, a colheita do algodão alcançou 77,71% das áreas até a  última sexta (27). Mesmo com o ritmo forte, o
percentual colhido está atrasado 17,24 pontos percentuais quando comparado ao da safra 19/20 e 7,69 pontos percentuais em relação à média das últimas cinco safras.

Dentre as regiões do Estado, a noroeste se aproxima do final das atividades, alcançando 95,71% das áreas finalizadas. No que tange ao rendimento, a produtividade média na semana passada ficou abaixo dos [email protected]/hectare de algodão em caroço, reflexo do maior volume de áreas mais tardias. Por fim, a destruição das soqueiras segue o ritmo da colheita na maior parte
das regiões, de olho no período de vazio sanitário no Estado que começa no dia primeiro de outubro em algumas regiões de Mato Grosso.

Fonte: Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)

Com muito ❤ por go7.site