Quantidade de chuvas em Juara diminuiu em 50% em relação aos anos anteriores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O efeito da Laninha, que consiste em uma alteração cíclica das temperaturas, uma transformação que é capaz de modificar uma série de outros fenômenos, como a distribuição de calor, concentração de chuvas e formação de secas tem provocado a redução das precipitações pluviométricas em Juara e região.

O engenheiro agrônomo, Igor Murilo da Empresa Mato Grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural (EMPAER),onde fica instalado o aparelho pluviométrico que mede a quantidades de chuvas em Juara explica que setembro a dezembro de 2020, houve acumulo de  485mm.

Já em relação a 2019, o volume acumulado total chegou a 935 mm, uma redução de aproximadamente 500 mm.

Até esta data, dia 22 de janeiro de 2021, o acumulado de chuvas chega a 160 mm, e se comparando a 2020, que também não foi um ano de expressão nos dados pluviométricos, o acumulado chegou a 262 mm.

Ele avaliou que em janeiro de 2019, o acumulado de chuvas foi de 521 mm, segundo os dados medidos no pluviômetro, e isso mostra o efeito da laninha.

Esse fator acabou afetado o plantio de grãos que ocorre sempre no mês de setembro, e provocou atrasou a safrinha, onde alguns produtores tiveram que fazer replantio da soja, fazendo com que o preço do milho aumentasse disparadamente nos últimos meses.

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️