Secretaria promove oficinas de estímulo aos pequenos negócios em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A terceira edição do projeto Circuito Empreendedor reuniu mais de 170 participantes, hoje, na escola municipal Arthur Mezanini, em Indiavaí. O evento, realizado pela secretaria Adjunta de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, da secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico tem como finalidade estimular os pequenos negócios, em Mato Grosso. Ao longo de todo o dia foram realizadas oficinas voltadas para futuros empreendedores, microempreendedores individuais e empresários de pequeno porte dos 14 municípios que compõem o consórcio Nascente do Pantanal.

Dentre os temas abordados estão como empreender, incentivos fiscais, produtos e serviços bancários, fluxo de caixa, crédito digital para micro e pequenos empresários, cadeias produtivas, dentre outros. O diferencial desta edição foi a oficina de compras governamentais oferecida na modalidade híbrida, que contou com ensino online e acompanhamento de um mediador no local do evento.

Conteúdos que oportunizam a criação de um ambiente de negócios sólido, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda. “Essa é uma oportunidade que trazer o conhecimento a quem precisa, de levar ao interior do Estado as políticas públicas de apoio aos pequenos negócios focando no desenvolvimento social e sustentabilidade econômica para a região”, destaca.

A ação faz parte do programa “Pensando grande para os pequenos” desenvolvido pela secretaria com parceiros como os integrantes do Sistema S, federações representativas, instituições financeiras e entidades públicas.

Conforme o secretário Adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, Celso Banazeski, o circuito empreendedor cumpre seu papel por onde passa. “Levamos a informação aos municípios porque com isso fomentamos os pequenos empreendimentos, afinal são eles que geram 67% dos empregos formais no Estado. No entanto, é preciso conhecimento e atitude para empreender”.

Apesar de ser presencial, o Circuito ofereceu aos participantes um ambiente seguro com a adoção de medidas de proteção como o uso obrigatório de máscaras, álcool gel e medidor de temperatura corporal. Cada oficina teve o número limitado de participantes, respeitando os limites de distanciamento social.

Fonte: Só Notícias (foto: assessoria)

Com muito ❤ por go7.site