Setor do agronegócio mantém valorização econômica em Juara e no Vale do Arinos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Sem a realização da Exposição Agroindustrial e Pecuária do Vale do Arinos (Expovale) neste ano de 2020 em virtude da pandemia causada pelo novo coronarius , de certa forma não afetará a economia local, tendo em vista que a pecuária vive um momento de valorização econômica, tanto em Juara como para o Vale do Arinos.

A análise foi feita pelo pecuarista Fernando Amado Conte (Nando Conte) em entrevista ao programa Bem Juara da Rádio Tucunaré. Atualmente, Nando faz parte da diretoria da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) com o cargo e segundo vice-presidente.

A agropecuária brasileira deve crescer 2,9% em 2020, mesmo com os efeitos da pandemia de coronavírus (Covid-19), segundo avaliação do Banco Central (BC), que publicou dados no Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

Arroba do gordo tem ganhado valorização e está custando R$ 201,00 e vários bezerros na faixa de R$ 1.800,00 a R$ 1.900,00 fazendo assim um patamar incessante na comercialização de bovinos, além de valorização da soja e milho que em plena safra teve aumento de percentual considerável.

Nando destacou ainda que a festa agropecuária (Expovale) em si agrega de forma direta e indireta, valores econômicos para Juara e região, em termos de exposições de negócios, de moveis, artesanatos, praça de alimentação diversificada, parque de diversões, leilões de gado entre outros, sem contar a rede hoteleira, restaurantes, lojas de roupas e calçados, se tornando grande propulsor da economia.

Em uma análise realizada em anos anteriores, a diretoria da Acrivale constou que a festa da Expovale perdia em termo de economia somente para as vendas de Natal e vendas do Dia das mães.

Ouça a entrevista do Fernando Amado Conte (Nando Conte):

 

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️