Sintomas da gripe podem levar a adiamento da vacinação da covid

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

A recomendação do Ministério da Saúde é a de que a vacinação contra a covid-19 seja adiada caso a pessoa apresente sintomas gripais ou quadros febris. Para que a imunização seja feita, é importante que o quadro de saúde esteja normalizado.

Segundo o pediatra Juarez Cunha, presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), o motivo da recomendação é para que os sintomas não sejam confundidos com possíveis efeitos adversos da vacina, que precisam ser monitorados após a imunização.

“Se a pessoa já tem um quadro febril, com mal estar, fica difícil avaliar se a evolução que ela está tendo é por causa da doença ou de um evento adverso da vacina. Essa é uma regra que utilizamos para todas as vacinas”, explica o especialista.

Além disso, Cunha ressalta que os sintomas gripais são similares às primeiras manifestações da covid-19 e por isso é necessário a resolução do quadro antes que o imunizante seja aplicado. “A recomendação é de aguardar esse quadro se estabilizar, ou evoluir, para depois se vacinar”, afirma o médico.

Por que vacinas podem causar reações após a aplicação? Também chamados de eventos adversos, as reações que podem ocorrer após a aplicação das vacinas contra a covid-19 (CoronaVac, a vacina da AstraZeneca e da Pfizer) são comuns e fazem parte da ação do imunizante no organismo, segundo explica a pediatra Flávia Bravo, diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). “A vacina desperta o nosso sistema imune, as células inflamatórias, citocinas e outras substâncias que fazem parte da resposta imune e da resposta inflamatória, que se traduzem em sintomas como dor, inchaço e vermelhidão, reações que nem todas as pessoas apresentam porque é uma resposta individual”, afirma

Fonte: R7

Com muito ❤ por go7.site