Sistema Prisional de Juara e Escola Militar Tiradentes firma parceria para ressocialização de reeducandos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A boa convivência social entre os diretores da Escola Militar Tiradentes de Juara e o Sistema Prisional (Cadeia Pública) fez com que as parcerias fossem renovadas neste ano de 2021.

O diretor da Escola, Tenente Coronel PM Mário Pinheiro fez uma visita de cortesia ao diretor do Sistema Prisional, Pedro Zarlan, e além de estreitar ainda mais os laços de amizades, aproveitou o momento para renovar as parcerias com a entidade.

Os trabalhos de parceria funcionam da seguinte forma. A direção do Sistema Prisional cede os reeducandos para que a escola, onde eles desenvolvem várias atividades, como limpeza de pátios, serviços gerais e ajudam até mesmo nos trabalhos de reformas, e com esse trabalho diminuem a pena que está cumprindo perante a justiça.

Alexandre Carrenho, popular Alexandre Fubu explicou que a parceria iniciou quando ele ainda respondia pela direção da unidade prisional, e como teve resultado positivo, as ações foram renovadas neste ano de 2021.

Existem algumas regras básicas que são cumpridas por esses reeducandos, onde o beneficiado dever ter cumprido um sexto de sua pena em regime fechado, ter bons comportamento dentro da lei e ter trabalhado dentro da unidade na ressocialização, para depois ter direito as atividades extra-muro.

Para isso, é feito um levantamento com todos os detalhes descritos pela lei, onde o reeducando é orientado sobre o que ele pode e não podem durante seu período de trabalho na ressocialização social foram da cadeia.

Caso eles descumpra, a direção do sistema prisional instaurar um procedimento disciplinar, e dependendo dos casos em sua gravidade, a pena varia entre 06 meses a 02 anos, sem contar que a pessoa perderá o direito desse benefício perante a lei.

Fonte: Radiotucunare/acessenoticias

Com muito ❤ por go7.site