Talibãs não aceitam adiamento de saída dos Estados Unidos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Agência Brasil

Uma troca de tiros hoje (23), no Aeroporto de Cabul, deixou uma pessoa morta.

A agência France Press diz que a vítima é um militar afegão, que foi atingido entre pessoas desconhecidas e militares alemães e norte-americanos.

Os talibãs anunciaram que não vão aceitar um adiamento do prazo para a retirada dos militares norte-americanos do país.

Eles consideram que os Estados Unidos estariam “prorrogando a ocupação quando não existe necessidade”.

Os talibãs admitem retaliar, se a data de saída se prolongar além do dia 31 de agosto.

EUA

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, afirmou hoje que a única prioridade de seu país no Afeganistão neste momento é a retirada de cidadãos norte-americanos e afegãos ligados a Washington ou em situação particularmente vulnerável.

“Não podemos nos distrair de forma alguma de nossa missão prioritária: retirar as pessoas que merecem ser retiradas”, declarou Harris durante entrevista coletiva em Singapura, em conjunto com o primeiro-ministro da cidade-Estado, Lee Hsien Loong. Ela inicia viagem ao Sudeste Asiático, e nesta terça-feira (24) estará no Vietnam.

De acordo com estimativas da Casa Branca, ainda há entre 10 mil e 15 mil norte-americanos no Afeganistão que precisam ser retirados, além de 50 mil a 65 mil afegãos e suas famílias que os Estados Unidos também querem tirar do país.

Fonte: Agência Brasil

Com muito ❤ por go7.site