Vittia apresenta o bionematicida mais completo do mercado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Em um momento em que os nematoides presentes nos solos brasileiros afetam diversas culturas com prejuízos aproximados de R﹩35 bilhões por ano, de acordo com a Sociedade Brasileira de Nematologia (SBN), o agricultor passa a contar com um importante aliado para o controle efetivo de nematoides com múltiplas formas de aplicação. Trata-se do No-Nema, do Grupo Vittia, um nematicida e fungicida biológico altamente eficaz no manejo de fitonematoides, além de controlar fungos que causam podridão de raiz.

Dentre os produtos disponíveis para o manejo de fitonematoides aprovados pelo MAPA, o No-Nema se destaca por ter um maior leque de possibilidades quanto a aplicação, com a novidade para a aplicação via foliar. Essa forma apresenta os mesmos benefícios que a modalidade via tratamento de sementes e via sulco de plantio, porém, com um grande diferencial: a indução de resistência das plantas.

O No-Nema possui eficácia no controle de diversos nematoides, como: Meloidogyne javanica (Nematoide-das-galhas); Meloidogyne incognita (Nematoide-das-galhas); Heterodera glycines (Nematoide-de-cisto) e Pratylenchus brachyurus (Nematoide-das-lesões), espécies de maior ocorrência no Brasil e que afetam diversas culturas, além do controle de Fusarium verticillioides.

Somente na cultura da soja, os nematoides causam perdas de cerca de R﹩15 bilhões por ano, segundo a Sociedade Brasileira de Nematologia . Os nematoides são vermes que parasitam as raízes, sendo também porta de entrada para fungos de solo, causando prejuízos como a diminuição no porte de plantas, o amarelecimento da cultura, a menor absorção de água e nutrientes, afetando fortemente a produtividade, além de prejudicar as culturas seguintes. “O problema tende a aumentar se não controlado, por isso seguimos com os estudos que comprovaram a eficácia da aplicação via foliar, inclusive com a possibilidade de potencializar o manejo já realizado no tratamento de sementes ou sulco de semeadura, tornando a proteção mais completa no controle de nematoides”, ressalta Bernardo Vieira, gerente de produtos biológicos do Grupo Vittia.

Proteção eficaz da raiz até a folha

Além da proteção contra nematoides com o No-Nema, os produtores brasileiros de soja, feijão, milho, algodão, trigo e outras culturas anuais também podem contar com o Bio-Imune, fungicida e bactericida biológico do Grupo Vittia. O multissítio apresenta formulação inovadora e superconcentrada de bactérias e metabólitos, que atuam diretamente na parte aérea das plantas, realizando ampla proteção e fortalecendo seu crescimento. Como resultado, o produto melhora a sanidade e a qualidade da lavoura.

Assim como o No-Nema, o Bio-Imune apresenta baixo risco de impactos ambientais, não provoca efeitos toxicológicos nos aplicadores e consumidores e não desencadeia a seleção de patógenos resistentes. Devidamente registrado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), possui amplo espectro de ação no controle das principais doenças como Antracnose, Ferrugem Asiática e Mofo Branco.

Bio-Imune foi o primeiro fungicida e bactericida biológico registrado para o controle da antracnose (Colletotrichum truncatum), doença que afeta a fase inicial da formação das vagens de culturas como soja e feijão; e da ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), considerada uma das principais doenças da cultura, por ocorrer em praticamente em todas as regiões agrícolas do país, provocando a desfolha precoce, interferindo na formação das vagens e enchimento de grãos e, como consequência, reduzindo a produtividade da lavoura.

Fonte: Grupo Vittia

Com muito ❤ por go7.site